Concorrente de Neymar vive rotina de desempregado no Recife

Concorrente de Neymar vive rotina de desempregado no Recife

O centroavante uruguaio de 32 anos foi indicado pela Fifa ao Prêmio Ferenc Puskas.

Longe dos holofotes e do apelo do futebol europeu, Juan Manuel Olivera tenta aproveitar os últimos dias do ano ao lado da família no Recife. O centroavante uruguaio de 32 anos foi indicado pela Fifa ao Prêmio Ferenc Puskas e mantém, ainda que de forma tímida, esperança de ver o golaço feito sobre o Sport na Copa Sul-Americana apagar a frustação pelo rebaixamento no Campeonato Brasileiro com as cores do Náutico.

Entre os outros nove concorrentes do atacante ao prêmio concedido pela Fifa, estão os badalados Neymar e Zlatan Ibrahimovic. O brasileiro entrou na briga no quarto ano consecutivo pelo gol anotado na estreia do Brasil na Copa das Confederações diante do Japão, enquanto o sueco fez de bicicleta, de fora da área, sobre a Inglaterra. O gol pelo Náutico saiu na segunda fase do torneio internacional e não evitou a eliminação para o rival rubro-negro.

"Eles são os mais sérios candidatos pela votação que eles podem ter por parte do público. Não é a mesma quantidade de pessoas que pode votar pelo Neymar ou Ibrahimovic e por mim", afirmou Olivera. O ceticismo, porém, não tira a felicidade pelo feito: "foi uma grande surpresa. Estou muito feliz de competir com os melhores do mundo. Uma felicidade muito grande tanto para mim quanto para minha família."

A notícia foi dada pelo empresário do jogador, o brasileiro Miguel Gareppe. Olivera logo acreditou, embora desconfiando de um possível trote. As mensagens e ligações de amigos e familiares logo confirmaram a grata surpresa. Um alívio para um ano que parecia perdido pela escassez de gols e pela briga com a diretoria do Náutico nas últimas semanas.

"O presidente (Paulo Wanderley) chamou para a rescisão, mas não quer pagar. E quem propõe rescisão sem causa justificada tem que arcar com o ônus. Não pagaram e ainda falaram que ele estava demitido. Estão dando margem para acionar a Fifa por um valor maior do que o contrato e a Justiça por danos morais. Se tivessem conversado, teríamos feito uma rescisão amigável. Isso vai trazer consequências", sentenciou o empresário.

Gareppe acredita em vingança de Wanderley. Com as eleições presidenciais se aproximando, o ex-dirigente Marcílio Sales anunciou candidatura e, segundo o empresário, viu quatro de suas contratações serem dispensadas pelo atual mandatário: os zagueiros Luiz Eduardo e João Filipe (emprestados pelo São Paulo), o meia venezuelano Angelo Peña e o próprio Olivera. "O dano já foi feito. Acho que não foi o certo", disparou o uruguaio.

O centroavante ainda acredita em permanência no Náutico e segue ao lado dos familiares no Recife até que as eleições sejam definidas. "Tenho contrato. Estou treinando em separado por uma decisão do presidente, vai depender da próxima diretoria, do treinador. Por minha conta, fico na academia de três a quatro horas por dia, uma rotina forte, mas infelizmente só no físico. Não tenho como fazer exercícios com bola. Estou com minha esposa e meu filho. Trato de aproveitar o máximo possível com minha família, passear, viver uma vida muito tranquila", revelou.

Fonte: Terra