Conheça os craques de futebol que já nasceram em berço de ouro

Eles escolheram a bola mais por realização pessoal.

O futebol representa para muitos garotos o sonho de ter uma profissão que renda fama e, principalmente, altas cifras. Há jogadores, no entanto, que sempre tiveram uma boa condição financeira da família e escolheram a bola mais por realização pessoal do que pela possibilidade de ganhar muito dinheiro. Alguns craques se encaixam nessa situação.

Kaká é o caso mais simbólico no Brasil, mas outros grandes nomes do futebol sempre tiveram bom suporte econômico dos pais. Piqué, Pirlo, Forlán e Götze são alguns exemplos, assim como os ex-jogadores Maldini e Bierhoff.

AFP PHOTO / FABRICE COFFRINI

Kaká

É o exemplo mais famoso entre os brasileiros que tiveram boas condições econômicas antes do sucesso nos campos. Filho de engenheiro, Kaká estudou em escola particular e morou em bairros nobres na capital paulista. Costumava levar seus companheiros da base do São Paulo para sua casa no Morumbi durante as folgas.
  EFE/ Alejandro García

Piqué

O avô do zagueiro espanhol foi vice-presidente influente do Barcelona e tinha encontros com dirigentes e jogadores. Em um deles, apresentou o neto ao técnico Louis van Gaal durante um almoço. O pai de Piqué é advogado, enquanto a mãe chefiava o departamento de dano cerebral em um instituto médico.
 MARCO BERTORELLO / AFP

Pirlo

O pai do italiano é dono de uma fábrica de aço e se opôs à carreira do filho no começo, mas logo apostou no menino ao ver sua dedicação e talento. Pirlo disse algumas vezes que procurou o futebol por amor, não por dinheiro.
 Reprodução/ AFP PHOTO / VANDERLEI ALMEIDA

Van Persie

O atacante holandês é filho de artistas bem-sucedidos. O pai ganhou a vida como escultor, enquanto a mãe era pintora e designer de joias. Os pais sempre incentivaram o garoto a estudar e a se dedicar ao que gostava. O talento para o futebol fez dele um dos maiores atacantes da Holanda.
 Divulgação/Site oficial do Bayern de Munique

Götze

Herói da Alemanha na conquista da última Copa do Mundo, o atacante sempre teve boas condições para se dedicar ao futebol, assim como seus dois irmãos. Isso porque o pai, Jurgen, é professor doutor de Engenharia Elétrica na Universidade de Tecnologia de Dortmund e colabora com uma universidade em Taiwan, comandando pesquisas na área de comunicação e de sensor de movimento.
 Best Photo Agency & C / Pier Gia

Forlán

Jogador que mais vezes vestiu a camisa da seleção uruguaia, o atacante vivia em uma casa de três andares num bairro nobre de Montevidéu graças a seu pai, o ex-jogador Pablo Forlán. Foi o pai, inclusive, quem o incentivou a se dedicar ao futebol. Forlán preferia se divertir na adolescência a treinar sério, mas uma pré-temporada no Peñarol bastou para que ele não desistisse mais do esporte.
 Alastair Grant / AP
Fábregas
O meia espanhol que atualmente defende o Chelsea também desfrutou de um bom suporte financeiro da família. Seu pai é dono de uma imobiliária, enquanto a mãe é proprietária de uma casa de pães e bolos.Tullio M. Puglia/Getty Images

Paolo Maldini

O ex-zagueiro é filho de Cesare Maldini, famoso ex-zagueiro do Milan e treinador das seleções italiana e Paraguai, além de times como Milan e Parma. Cesare sempre deu ótimas condições à família, mesmo que na época não ganhasse as altas cifras do futebol atual.
 REUTERS/Maxim Shemetov

Oliver Bierhoff

O ex-atacante é filho de um magnata do setor de energia na Alemanha e um dos herdeiros da companhia. Teve sucesso como jogador atuando principalmente fora de seu país.
Fonte: Com informações da UOL