Corinthians e Santos empatam e veem sonho de Libertadores se distanciar

Corinthians e Santos empatam e veem sonho de Libertadores se distanciar

O Santos, por sua vez, se ressentiu de problemas com duas de suas principais armas ofensivas

Atrás da vitória para conservar a esperança de jogar a Copa Libertadores 2014, Corinthians e Santos não passaram de um empate por 1 a 1, neste domingo, na Arena Fonte Luminosa em Araraquara. O primeiro tempo corintiano foi bom, com gol de Douglas, e os santistas reagiram após o intervalo para empatar com o jovem Gustavo Henrique. No fim, nada que altere as perspectivas dos dois times no Campeonato Brasileiro.

Com 14 empates e 41 pontos, o Corinthians (12º) segue muito longe das primeiras posições, o que também é uma realidade para o Santos (8º), que agora vai a 44 pontos. Quarto colocado do Brasileiro e por ora fechando o grupo que vai à Libertadores, o Atlético-PR tem 52 pontos.

Personagem da polêmica da semana, Alexandre Pato começou a partida na reserva e foi acionado por Tite só aos 33min do segundo tempo. Até mostrou disposição, mas sem muito sucesso de uma equipe que teve Douglas como seu principal nome.

Os dois times agora têm uma semana de descanso e treinamentos para tentar melhorar de produção para a próxima rodada, a 32ª do Campeonato Brasileiro. No domingo, às 17h, o Corinthians visita o Vitória no Barradão. Já o Santos, também no mesmo dia, recebe o líder Cruzeiro na Vila Belmiro.

Em vez de pressionado, o Corinthians pareceu ter ido mais leve a campo no interior paulista. Especialmente as entradas de Renato Augusto, improvisado como centroavante, e também Diego Macedo, na ponta direita, fizeram a equipe de Tite produzir como não fazia há algum tempo. Na primeira etapa, o predomínio foi corintiano em Araraquara e assim se construiu a vantagem no placar.

Todo no campo de ataque, o Corinthians já havia assustado em bom chute de longe com Emerson, que voltou a aparecer bem aos 26min. Na ponta direita, ele escapou em desatenção de Mena e colocou na cabeça de Douglas para a equipe corintiana sair na frente do marcador. Aos 30min e principalmente aos 40min, Emerson por pouco não ampliou. Na última delas, foi parado por Aranha frente a frente.

O Santos, por sua vez, se ressentiu de problemas com duas de suas principais armas ofensivas. Thiago Ribeiro, a dois dias do clássico, acusou lesão e foi substituído por Willian José. Já o lateral Cicinho, titular em Araraquara, sentiu o tornozelo já no início da partida e atuou no sacrifício, com algumas limitações. A única boa chance do primeiro tempo foi em cabeçada de Cícero, mas Walter pegou.

Mais descansado por uma semana sem jogos, e também mais disposto, o Santos voltou melhor e foi buscar o marcador desfavorável. Estreante em clássicos contra o Corinthians, o jovem Gustavo Henrique mostrou estrela. Ele iniciou jogada para Mena cruzar, Everton Costa errou o domínio e o zagueiro colocou para dentro aos 16min.

Com Renato Augusto estafado fisicamente, Tite tentou reagir e optou por outro meia, Danilo. Mais à frente, também tentou Alexandre Pato. As duas equipes tiveram chances para vencer, mas não concluiram. Everton Costa apareceu livre na frente de Walter, que fez defesa milagrosa. Já o meia Douglas, melhor corintiano em Araraquara, acertou a trave de fora da área.

Fonte: Terra