Corinthians homenageia operários mortos em acidentes durante obras

Na ocasião, os operários assistiram às atividades da equipe treinada por Mano Menezes

Os operários das obras do Itaquerão foram homenageados em um vídeo divulgado nesta terça-feira pelo Corinthians. Em pouco mais de um minuto, os trabalhadores responsáveis pela construção ganharam papel de destaque, incluindo os três que morreram em acidentes durante a execução das obras do novo estádio.

"Durante 1.019 dias, 1.600 operários respiraram Corinthians. Os caras deram duro dia e noite para colocar o sonho de pé", diz o rapper Rappin Hood, narrador do breve vídeo. As imagens são do dia 14 de março deste ano, quando o time corintiano realizou o primeiro treino na palco de abertura da Copa do Mundo.

Na ocasião, os operários assistiram às atividades da equipe treinada por Mano Menezes. "Ficamos todos muito felizes em presentear os operários que suaram a camisa fora do gramado com este vídeo", afirmou Guilherme Cavalcante, vice-presidente de planejamento da Hello Sports, agência responsável pelo trabalho.

Os três operários mortos durante os 35 meses da obras também foram lembrados. Fábio Luiz Pereira e Ronaldo Oliveira dos Santos morreram após a queda do guindaste responsável pelo içamento da última peça da cobertura do lado leste. O acidente ocorreu no dia 27 de novembro do ano passado. No último dia 29, Fabio Hamilton da Cruz não resistiu à queda de oito metros durante a montagem das arquibancadas provisórias.

"Graças a vocês, a arena está quase pronta", diz o trecho final do vídeo. As obras do Itaquerão estão 98,8% concluídas, segundo dados de março - a previsão não inclui a montagem das arquibancadas provisórias, que vão acrescentar 20 mil assentos ao estádio. O prazo final da Fifa para a entrega da arena se encerra no dia 15 de maio. Além da partida inaugural do Mundial, o local receberá mais cinco partidas da competição.

Fonte: Estadão, www.estadao.com.br