Corinthians perde de 3 a 1 para Avaí

Na verdade, só o Avaí entrou no gramado da Ressacada com alguma motivação.

A vitória do Avaí sobre o Corinthians, por 3 a 1, na tarde deste domingo em Florianópolis, aumentou a esperança do time catarinense de chegar à zona de classificação para a Taça Libertadores da América. Ao final da 35ª rodada, o Leão está só a três pontos do G-4, faltando três partidas para todos os clubes no Campeonato Brasileiro. Assista!

Na verdade, só o Avaí entrou no gramado da Ressacada com alguma motivação. Já classificado para a Libertadores de 2010, na condição de campeão da Copa do Brasil, o Corinthians abriu mão há muito tempo de qualquer pretensão no Brasileirão. Quando atingiu uma pontuação suficiente para não correr risco de rebaixamento para a Série B, o Timão passou a cumprir tabela na competição.

E contra o Avaí foi assim mais uma vez. Com desfalques e fazendo alguns testes, o técnico Mano Menezes sabia que seu time não iria dar nenhum show em Santa Catarina. Nem mesmo com Ronaldo em campo, que pouco ajudou. Do lado do Avaí, o treinador Silas tinha uma equipe muito motivada depois de duas vitórias (Atlético Paranaense e Vitória) seguidas, da classificação garantida para a Copa Sul-Americana e com o sonho de Libertadores ainda vivo.

Mas foi o Timão quem assustou primeiro. Logo a um minuto, Chicão exigiu grande defesa de Eduardo Martini. O zagueiro dominou a bola depois de uma cobrança de escanteio e encheu o pé. O camisa 1 do Avaí se esticou e pegou. O troco não demorou e, aos 9, William assustou de cabeça.

Mas o gol do time da casa não demorou. Aos 12, Caio cruzou da direita e, já fora do lance, Balbuena deslocou William. Na cobrança, o próprio William abriu o placar. Felipe adivinhou o canto, mas não evitou o gol. A festa durou pouco...

Aos 14, o Alvinegro empatou. Defederico cobrou escanteio da direita e Marquinhos, na tentativa de cortar, desviou de cabeça contra a própria meta. O gol não desanimou a torcida local, que passou a empurrar ainda mais o Avaí. Funcionou. Aos 28, após grande jogada de Caio, que se livrou de dois marcadores e fez o lançamento, William tocou no cantinho de Felipe.

Para piorar as coisas para o Timão, Balbuena foi expulso já nos acréscimos do primeiro tempo. Na saída para o intervalo, o corintiano Ronaldo chegou a justificar a derrota parcial com a direção e a força do vento. Mas mudou o campo e o vento não fez tanta questão de ajudar os paulistas. O Avaí continuou melhor, arriscando mais e mais próximo de ampliar.

Sem muito o que fazer, Mano Menezes aproveitou para promover uma estreia. O jovem Dodô, lateral-esquerdo de 17 anos, entrou na vaga de Diego. O ala, que já chamou atenção do Manchester United-ING, é uma das promessas do Parque São Jorge. Enquanto isso, Ronaldo se arriscava nas bolas paradas. Depois de bater algumas faltas com perigo, ele cobrou até escanteio de perna esquerda.

Aos 24 minutos, o Avaí incendiou a sua torcida e decretou o placar final. Léo Gago aproveitou boa troca de passes e finalizou cruzado para estufar a rede corintiana.

Os catarinenses, que voltaram neste ano para a Série A, deixaram o campo eufóricos, achando que ainda é possível, em sétimo lugar e com 53 pontos, chegar à Libertadores. Para isso, precisam ir bem nos últimos três jogos ? Santo André (fora), Santos (casa) e Náutico (fora) ? e torcer contra os rivais que estão acima na tabela. Já o Corinthians, em nono com 49, terá pela frente Náutico (casa), Flamengo (casa) e Atlético Mineiro (fora) para se despedir de 2009.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com