Um novo ataque para 2014 está sendo elaborado pelo Corinthians; veja como

Um novo ataque para 2014 está sendo elaborado pelo Corinthians; veja como

Desempenho fraco da parte ofensiva do time gera cobranças por parte da diretoria e da torcida

SÃO PAULO - Dois atacantes prontos para jogar ao lado do peruano Guerrero e outros dois jovens promissores para compor o elenco, mas com capacidade de entrar e não sentir o peso da camisa. A diretoria do Corinthians não gostou nada do desempenho ofensivo da equipe no segundo semestre e já vasculha o mercado para a montagem de um novo ataque para 2014.

Dos oito jogadores de frente que compõem o atual elenco, Guerrero é o único garantido para a próxima temporada. Ele se recupera de cirurgia no pé e a esperança de gols para o ano que vem. Se ele ainda anda com crédito, Alexandre Pato, Emerson e Romarinho perderam o apoio da diretoria e viraram alvo de cobranças da torcida.

Alexandre Pato sairá em janeiro se vier uma boa proposta. No clube, dizem que ele não se adaptou ao estilo do Corinthians e pode ser vendido até abaixo dos R$ 40 milhões que o clube investiu. Há a possibilidade de ser envolvido numa troca com Leandro Damião, do Internacional, ou Wellington Nem, do Shakhtar Donetsk. Bernard, pouco utilizado no clube ucraniano, também é observado. Tottenham e Arsenal, da Inglaterra, e a Roma, da Itália, são clubes que demonstraram interesse em Pato.

Romarinho vive inferno astral no Corinthians desde o clube bater o pé e não negociá-lo no meio do ano. Ele tinha três sondagens da Europa e uma da Ásia. Não saiu, deixou de fazer gols e se atirou nas noitadas. Agora, virou moeda de troca.

Com Emerson a conversa é diferente. Em comum acordo, o clube tentará renegociar o fim do contrato, renovado no meio do ano até junho de 2015. Herói da decisão da Copa Libertadores de 2012, o atacante está com a imagem desgastada pelos constantes atrasos, as polêmicas e a queda vertiginosa de seu futebol. Alguns dirigentes ainda não gostaram de ele ter utilizado possíveis propostas de clubes do Rio de Janeiro (Flamengo e Vaso) para ganhar um aumento.

O chinês Zizao, jogada de marketing que fez só três jogos, vai se despedir em dezembro com o fim do contrato e os jovens Paulo Victor, Douglas Tanque e Léo devem disputar o Campeonato Paulista de 2014 por um time do interior para adquirirem experiência.

Alguns jogadores da Série B do Campeonato Brasileiro e de clubes do interior também estão sendo observados. Bruno Rangel, da Chapecoense, chegou a ser contatado, mas a sua pedida salarial assustou. Assim como Lima, do Joinville.

Fonte: Terra