Corinthians tenta curar ressaca e volta a ter Romarinho como titular

A esperança do time, que será comandado pelos auxiliares Cleber Xavier e Geraldo Delamore, é o novo xodó da torcida, Romarinho.

Todos os 11 titulares presentes na decisão da Copa Libertadores contra o Boca Juniors assistirão a sétima partida do Corinthians no Campeonato Brasileiro pela televisão. Até mesmo o treinador Tite ganhou o domingo de folga e não viajou para Recife, onde a equipe encara o Sport.


Corinthians tenta curar ressaca e volta a ter Romarinho como titular

Na zona de rebaixamento e com uma rodada a menos ? a partida contra o Botafogo pela 7ª rodada foi adiada-, o Corinthians entra em campo ainda de ressaca, mas aposta em uma nova tarde inspirada dos reservas para vencer a segunda seguida no Brasileirão.

A esperança do time, que será comandado pelos auxiliares Cleber Xavier e Geraldo Delamore, é o novo xodó da torcida, Romarinho.

O atacante fará sua quinta partida com a camisa do clube, a segunda como titular, sendo que a primeira foi no clássico contra o Palmeiras, quando marcou dois gols. Porém, o grande êxito do jovem foi o gol de empate no jogo de ida contra o Boca, em plena La Bombonera.

O toque para encobrir o goleiro Orion, inclusive, foi o último de Romarinho com a camisa do Corinthians até aqui, já que ele não atuou na segunda partida da finalíssima. Neste domingo, ele voltará a formar dupla de ataque com o experiente Liedson e terá no meio-campo o auxílio de Douglas.

Em seis jogos disputados, o Corinthians venceu apenas um, empatou outro e perdeu quatro jogos. O desafio é iniciar uma recuperação e tentar o bicampeonato. No entanto, o time terá que acabar com um incômodo retrospecto, já que os últimos campeões da Libertadores tendem a relaxar no Brasileiro e pensar somente no Mundial, em dezembro.

Em 2010, o Inter campeão continental, terminou o nacional em sétimo e acabou eliminado no Mundial após perder para o Mazembe. No ano passado, o Santos foi mais longe no torneio Interclubes, mas na final acabou derrotado pelo Barcelona por 4 a 0. No Brasileiro, Neymar e companhia terminaram em 10º.

Fonte: UOL