Timão vence e afunda Santo André

Corinthians chegou a 49 pontos e mantém posição intermediária na tabela do Nacional

Ronaldo voltou a fazer a diferença para o Corinthians neste domingo, no estádio do Pacaembu. O atacante foi decisivo na vitória por 2 a 0 sobre o Santo André, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Além de ter feito um golaço, no ângulo, o camisa 9 deu o passe para o gol de Dentinho. Pior para o Ramalhão, que agoniza no Z-4.

Com o resultado desta tarde, o Corinthians chegou a 49 pontos e mantém posição intermediária na tabela do Nacional. Quem vive situação cada vez mais complicada é o Santo André. Com apenas 35 pontos em 34 jogos, a equipe do ABC paulista permanece na zona de rebaixamento, a quatro rodadas do fim da competição.

A partida desta tarde ainda marcou o quinto reencontro de Marcelinho Carioca com o Timão nas últimas duas temporadas. O meia foi ovacionado no momento em que seu nome apareceu no placar eletrônico e também antes de a bola rolar. Nos outros quatro jogos, quatro empates (o camisa 7 fez dois gols contra a ex-equipes nesses duelos).

O próximo desafio do Corinthians no Campeonato Brasileiro será no domingo, dia 15, às 16h, contra o Avaí, no estádio da Ressacada, em Florianópolis. No mesmo dia, só que às 18h30m, o Santo André visita o Goiás, no Serra Dourada, em Goiânia.

Golaço fenomenal

O Corinthians não tem mais pretensões no Brasileirão, mas a torcida continua comparecendo em peso no Pacaembu para prestigiar a equipe. Em retribuição a esse apoio, o Timão iniciou a partida deste domingo a todo vapor. Aos 2 minutos, o paraguaio Balbuena arriscou de longe e acertou o travessão do goleiro Neneca.

No minuto seguinte foi a vez de Edno ter uma chance. Escalado na vaga de Elias, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o meia-atacante recebeu bom passe de Jorge Henrique e chutou de perna esquerda. A zaga do Ramalhão desviou para escanteio. Aos 4, Jucilei fez boa jogada na grande área e tentou Ronaldo, mas a defesa tirou.

Depois de conseguir parar a pressão inicial do Corinthians, o Santo André se organizou melhor em campo e teve chance com Camilo, aos 10. O meia chutou de fora da área e obrigou Felipe a boa defesa. Dois minutos depois, Marcelinho Carioca, de falta, mandou por cima. Aos 18, Rômulo cruzou e Cesinha cabeceou rente à trave.

Aos poucos, porém, o Timão voltou a ter o domínio da partida. Aos 23 minutos, Jorge Henrique enfiou ótima bola para Edno. O camisa 41 desviou e mandou para fora. Aos 31, mais uma vez Edno. Depois de receber a bola de Edu na esquerda, o meia-atacante ajeitou e arriscou de longe. A bola passou do lado direito de Neneca.

Sem aparecer muito no primeiro tempo, Ronaldo mostrou aos 36 minutos porque é chamado de Fenômeno. O camisa 9 recebeu a bola perto da meia lua, ajeitou, tirou o zagueiro da jogada com uma passada de pé sobre a bola e bateu firme de perna esquerda, acertando o ângulo direito de Neneca: 1 a 0 para o Timão.

Agora, passe fenomenal

As duas equipes voltaram para a segunda etapa com as mesmas formações que terminaram a etapa inicial. E o Corinthians retornou dominando as ações ofensivas. Aos 3 minutos, Defederico recebeu bom passe na grande área, gingou em frente ao zagueiro e chutou. A bola desviou no defensor e passou por cima do gol.

Na jogada seguinte, aos 4, o argentino ajeitou de cabeça para Jorge Henrique. O atacante, na pequena área, tentou desviar para o gol, mas mandou para fora. Aos 7, empurrado pela torcida, Ronaldo brincou em frente a um zagueiro e sofreu falta. Na cobrança, Edno bateu colocado e viu Neneca fazer defesa tranquila.

Pouco depois, o meia-atacante errou um passe e a torcida pegou no pé, pedindo a entrada de Dentinho. Mas o Corinthians reagiu logo. Aos 9, Jorge Henrique deu belo passe para Matías Defederico, que desviou com categoria. A bola, porém, passou caprichosamente em frente ao gol e saiu pela linha de fundo.

O Santo André foi criar uma chance perigosa apenas aos 13, quando após escanteio da direita Nunes cabeceou com perigo, à direita do gol de Felipe. Pouco depois, aos 15, Mano Menezes atendeu ao pedido da torcida e colocou Dentinho na vaga de Edno. A partida, no entanto, caiu de ritmo, e o Timão passou administrar a posse de bola.

Aos 26, Mano resolveu tirar Edu e colocar Diego, que foi para a lateral esquerda. Assim, Balbuena passou a jogar na lateral direita e Jucilei no meio campo. E foi depois de uma roubada de bola do volante que a jogada do segundo gol começou a ser construída. Por fim, Ronaldo deixou Dentinho na cara do gol aos 31: 2 a 0.

O Santo André ainda foi para o ataque tentar uma reação, mas já era tarde. Nos espaços que deu, o Corinthians tentou ampliar, porém também não conseguiu.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com