Corinthians vence o Avaí por 2 a 1 e retoma à ponta do Brasileirão

Corinthians vence o Avaí por 2 a 1 e retoma à ponta do Brasileirão

A equipe paulista saiu atrás no marcador e jogou com um a menos durante praticamente todo o segundo tempo

A vitória de 2 a 1 do Corinthians contra o Avaí, neste domingo, pela 32ª do Brasileiro, confirmou o lema da torcida alvinegra de que para o clube "tudo é mais sofrido". Diante de um Pacaembu lotado e debaixo de forte chuva, a equipe paulista saiu atrás no marcador e jogou com um a menos durante praticamente todo o segundo tempo, mas, com um gol polêmico, chegou aos três pontos, e, ajudado pelo empate do rival São Paulo com o Vasco, em São Januário, termina o fim de semana na liderança do torneio.

Com os mesmos 58 pontos dos cariocas, mas com uma vitória a mais, o Corinthians completa três jogos de invencibilidade na competição e agora terá uma sequência de partidas consideradas "fáceis", contra América-MG e Atlético-PR, ambos na zona de rebaixamento. Já o Avaí, que conseguiu vencer o Botafogo na última rodada, não repetiu o bom resultado contra concorrentes ao título e é o 19º colocado, com 29 pontos, em situação muito complicada.

O Avaí abriu o placar na primeira oportunidade do jogo, com Robinho, em lance no qual os corintianos reclamaram de impedimento. Com inteligência, a equipe visitante se aproveitou do nervosismo alvinegro e da chuva forte no primeiro tempo para manter o placar até o intervalo.

Na segunda etapa, Leandro Castán foi expulso logo no início, em outra decisão polêmica da arbitragem. Apesar da desvantagem numérica, o Corinthians tinha mais volume de jogo e, já com o gramado mais seco, chegou ao empate, com gol de Emerson, questionado pelos adversários, que pediam impedimento na jogada.

Em um jogo de arbitragem contestada, não houve lance mais polêmico do que o do segundo gol corintiano: Felipe saiu mal do gol em cobrança de escanteio pela direita, Liedson pegou a sobra e concluiu. Apesar da dúvida se a bola entrou ou não, o auxiliar confirmou o gol.

Na próxima rodada, o Avaí faz confronto direto na briga pelo rebaixamento contra o Ceará, no Estádio da Ressacada. Em Minas Gerais, o Corinthians encara o América-MG, lanterna do campeonato.

O jogo

O Pacaembu lotado animou a equipe alvinegra, que começou o jogo no ataque. O Avaí marcava forte, aproveitando o gramado pesado, consequência da chuva em São Paulo, para conter o ímpeto adversário.

Na primeira chegada ofensiva, aos 12min, os catarinenses abriram o placar. Lincoln lançou William na área, em posição duvidosa. O atacante rolou para Robinho, que chutou forte no canto direito de Júlio César, calando a torcida paulista.

O nervosismo corintiano ficou evidente. Afobado, Paulo André recebeu amarelo aos 17min, por entrada dura em Cléverson. Com o aumento da chuva, a partida se tornava truncada, mais interessante para os catarinenses.

A situação alvinegra ficou ainda mais adversa quando Jorge Henrique caiu em cima da própria mão. O jogador, mesmo gritando de dor, tentou permanecer em campo, mas teve que ser substituído por Emerson, ainda aos 30min.

Por volta dos 35min, a chuva se tornou torrencial. O Avaí sabia aproveitar bem a situação e segurava o resultado, conseguindo, por vezes, contra-atacar em cima dos erros de passe corintianos.

Já nos minutos finais do primeiro tempo, o Corinthians conseguiu três boas oportunidades em sequência: Danilo chutou forte em cima de Felipe, aos 41min; Leandro Castán cabeceou rente à trave direita, aos 43min, e Emerson, aproveitando sobra da zaga adversária, chutou com perigo ao gol de Felipe, aos 45min. Apesar do esforço, o placar não foi alterado até o intervalo.

As duas equipes voltaram para o intervalo sem alterações. Com o campo mais seco, o time alvinegro estava em um momento promissor do jogo, fazendo prevalecer a melhor técnica. Logo aos 5min, porém, Leandro Castán foi expulso em uma disputa com Lincoln, com cartão vermelho direto, em lance que gerou muita reclamação corintiana.

Apesar da vantagem numérica, os catarinenses cederam o empate para o time da casa. Aos 16min, Emerson recebeu ótimo passe de Willi na direita e bateu cruzado para empatar, sem chances para Felipe. À exemplo dos corintianos no primeiro tempo, os jogadores do Avaí também reclamaram de impedimento no lance. O jogo ganhava novos ingredientes no Pacaembu.

O Avaí não aproveitava do fato de ter um homem a mais e deixou o Corinthians tomar o controle do jogo. Em um jogo de arbitragem contestada, não houve lance mais polêmico do que o do segundo gol corintiano: aos 32min, Felipe saiu mal do gol em cobrança de escanteio pela direita, Liedson pegou a sobra e concluiu. Apesar da dúvida se a bola entrou ou não, o auxiliar confirmou o gol.

Já nos acréscimos, Daniel foi derrubado por Emerson e houve um princípio de confusão. Os dois jogadores discutiram e ganharam amarelo, antes que Leandro Vuaden encerrasse a partida.

Fonte: Terra