Coxa bate o Náutico no Couto Pereira

Com o resultado, os dois continuam em posição ruim na tabela, mas o Coxa, apesar de ter se mantido em 15º lugar

O Coritiba não teve muito trabalho para vencer o Náutico, por 2 a 0, na tarde deste domingo, no estádio Couto Pereira. Com o resultado, os dois continuam em posição ruim na tabela, mas o Coxa, apesar de ter se mantido em 15º lugar, conseguiu se afastar cinco pontos da zona de rebaixamento. Já o Timbu, em 16º, pode entrar na área da morte caso o Santo André pontue ou o Botafogo vença no fechamento da rodada, às 18h30m.

Com os dois times ameaçados, só a vitória interessava a ambos. Comandado por Marcelinho Paraíba e empurrado pela torcida, o Coritiba tratou logo de ir para cima do adversário. Após um começo morno, a primeira chance de gol só ocorreu aos 22 minutos, com Marcelinho invadindo a área e batendo cruzado para a defesa de Glédson. Aos 24, nova ameaça ao gol pernambucano.

De tanto insistir, o Coxa chegou ao gol. Aos 32, Rômulo recebeu passe de Marcelinho Paraíba e, de frente para Glédson, só escolheu onde bater: 1 a 0. Marcelinho voltou a assustar aos 44, numa finalização à queima-roupa defendida pelo goleiro do Náutico.

Acuado, o Timbu voltou do intervalo sabendo que precisava reverter a situação. O técnico Geninho substituiu, tentou dar uma animada no grupo, mas seu trabalho era praticamente impossível. Aos 9 minutos, quando Asprilla fez pênalti em Leandro Donizete, parecia ser o fim para o Náutico. Marcelinho pegou a bola, ajeitou, olhou para a meta e... Isolou !!!

O lance serviu para dar uma acordada nos visitantes. Foi justamente depois do pênalti perdido que os pernambucanos arriscaram a primeira investida. Márcio Borges, que tinha acabado de entrar, recebeu livre na área, chutou, mas Édson Bastos defendeu.

Aos 33, Marcelinho Paraíba poderia ter ampliado o placar. Na verdade, o gol ele fez, faltou o trio de arbitragem enxergar. Em cobrança de falta, ele soltou uma bomba, acertou o travessão e a bola quicou dentro antes de sair. Mas o juiz Leonardo Gaciba não viu e não deu.

Mas era só questão de tempo. Aos 38, enfim, o gol de Marcelinho Paraíba. Ele aproveitou cruzamento de Thiago Gentil - e a boa vontade da zaga do Náutico - para mandar para a rede.

Na próxima rodada, o Náutico receberá o São Paulo, quarta-feira, no Recife. Já o Coxa jogará novamente em casa, no domingo, contra o Internacional.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com