Com Neymar fora, Bola de Ouro fica entre CR7, Messi e Xavi

O vencedor da honraria, conquistada nos dois últimos anos pelo argentino Messi, será conhecido no próximo dia 9 de janeiro, no Fifa Gala, em Zurique

Ainda não é desta vez que um jogador que atua no futebol brasileiro vai disputar a Bola de Ouro. Em uma coletiva na sede da revista France Football, em Paris, a Fifa anunciou que Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Lionel Messi e Xavi (ambos do Barcelona) são os três finalistas ao prêmio de melhor jogador do mundo em 2011. O santista Neymar, que havia sido indicado, ficou fora do top 3.

O vencedor da honraria, conquistada nos dois últimos anos pelo argentino Messi, será conhecido no próximo dia 9 de janeiro, no Fifa Gala, em Zurique.


CR7, Messi e Xavi brigam pela Bola de Ouro. Neymar fica fora do top 3

No entanto, nem tudo é tristeza para o craque do Santos. Neymar também vai à Suíça para disputar o prêmio Puskas de melhor gol do ano. O tento escolhido foi o anotado na derrota do Peixe para o Flamengo por 5 a 4 pelo Brasileirão 2011.

Na ocasião, no dia 27 de julho, Neymar recebeu a bola no lado esquerdo, próximo ao meio-campo, se livrou de dois marcadores, tabelou com Borges e ainda deu um drible desconcertante no zagueiro Ronaldo Angelim até tocar para o fundo das redes. Tudo com a sua habitual classe. Ele ainda marcaria outros dois gols.

Os outros dois concorrentes são Messi (contra o Arsenal, pela Liga dos Campeões) e Rooney (diante do Manchester City, pelo Campeonato Inglês.

Marta luta pelo hexa

Entre as mulheres, a craque Marta é mais uma vez finalista e vai tentar o ?hexa?. Melhor do mundo desde 2006, a brasileira terá como concorrentes Abby Wambach, dos Estados Unidos, e Homare Sawa, do Japão.

Para a Bola de Ouro de melhor técnico do ano no futebol masculino, o escocês Alex Ferguson (Manchester United), o português José Mourinho (Real Madrid) e o espanhol Pep Guardiola (Barcelona) são os candidatos. Já no futebol feminino, Bruno Bini (França), Norio Sasaki (Japão) e Pia Sundhage (Suécia) são os concorrentes.

Os escolhidos aos prêmios de melhores do ano saíram de uma votação feita entre os técnicos e capitães das 208 seleções filiadas à Fifa, mais jornalistas internacionais escolhidos pela revista France Football. A exceção fica por conta dos finalistas do prêmio Puskas, que foram escolhidos em uma enquete on-line feita pelo site da Fifa.

O prêmio melhor do mundo da Fifa existe desde 1991. No ano passado, o evento sofreu modificações significativas por conta da fusão entre o prêmio da entidade máxima do futebol e a Bola de Ouro da revista France Football, dando origem à nova Bola de Ouro Fifa.

Além dos troféus apresentados ao melhor jogador e à melhor jogadora, aos melhores técnicos e ao autor do gol mais bonito do ano, três outros prêmios serão entregues durante a cerimônia em Zurique: a Seleção Mundial da Fifa/FIFPro, o Prêmio Presidencial e o Prêmio FIifa Fair Play.

Fonte: Globo Esporte