Cruzeiro bate Inter por 1 a 0 e sobe para terceiro  lugar

Cruzeiro bate Inter por 1 a 0 e sobe para terceiro lugar

Já o Inter vê cair uma sequência de cinco partidas sem derrotas.

Atuando em Uberlândia, o Cruzeiro derrotou o Internacional por 1 a 0 nesta quarta-feira, com gol de Everton ainda no primeiro tempo. O triunfo garante o bom momento da equipe mineira, que completou cinco jogos sem perder e assumiu a terceira colocação do Campeonato Brasileiro - pode ser ultrapassado por Santos ou Botafogo, que se enfrentam na próxima quinta.

Já o Inter vê cair uma sequência de cinco partidas sem derrotas. A equipe gaúcha está na quinta posição do torneio, com 31 pontos.

Sem Montillo, lesionado, o técnico Cuca escalou o Cruzeiro Everton e Roger no meio de campo, aposta que deu certo. Já Celso Roth aproveitou a equipe que venceu o Grêmio Prudente, com Rafael Sobis e Leandro Damião no ataque do Inter.

Primeiro tempo

O Cruzeiro começou melhor a partida, trocando passes com velocidade e dando trabalho à marcação do Inter. Logo no primeiro minuto, Roger fez boa jogada e passou para Diego Renan, que alçou na área e viu Sorondo tirar de cabeça. Sete minutos depois, Thiago Ribeiro cruzou pela direita e Everton completou com perigo ao gol de Renan.

A pressão resultou em gol aos 14min. Jonathan fez ótimo cruzamento de três dedos, encontrando Everton na segunda trave. O meia completou de primeira e abriu o placar em Uberlândia. Após o gol, o Inter buscou sair do seu campo de defesa, mas tinha dificuldades para vencer os marcadores da equipe da casa.

A melhor chance de empate para os gaúchos saiu aos 29min, quando Nei correu até a linha de fundo, cruzou na área e viu Leandro Damião chegar atrasado para completar ao gol. Com o equilibrio estabelecido, o Inter passou a ameaçar em jogadas aéreas.

Aos 38min, Farías rolou para a entrada da área e Everton chutou aproveitando, a saída ruim de Renan. A bola passou pelo goleiro, mas Nei rifou e impediu o segundo gol do Cruzeiro. Quatro minutos depois, Leandro Damião chutou de fora da área e obrigou Fábio a fazer sua primeira defesa no jogo.

Segundo tempo

O Inter voltou sem Rafael Sobis após o intervalo, que sentiu lesão ainda no primeiro tempo. Marquinhos assumiu o ataque ao lado de Damião, e o time gaúcho viu uma partida equilibrada na etapa complementar. O Cruzeiro apostava nos ataques pelas laterais, mas não conseguia levar perigo ao adversário.

A primeira jogada de algum risco no segundo tempo saiu aos 15min, quando Farías cabeceou após escanteio e Renan saiu para defender. O Cruzeiro voltou a ameaçar aos 24min. Sorondo recuou bola para o goleiro Renan, que optou por chutão para a lateral ao ver a aproximação de Thiago Ribeiro.

Dois minutos depois, Léo completou após cobrança de escanteio e viu a bola passar perigosamente à esquerda do gol do Inter. A resposta do Inter saiu aos 30min, em chute de Giuliano que obrigou Fábio a fazer boa defesa.

A equipe gaúcha aproveitou os instantes finais para correr atrás do empate, e, aos 37min, Leandro Damião cabeceou e levou perigo ao gol cruzeirense. Dois minutos depois, o atacante do Inter foi derrubado por Gil dentro da área, mas a arbitragem não assinalou penalidade.



FICHA TÉCNICA

Cruzeiro 1 x 0 Internacional

Gols

Cruzeiro: Everton, aos 14min do 1º tempo

Ponto Forte do Cruzeiro

Equipe tocou bola com eficiência no primeiro tempo, tomando conta do meio de campo.

Ponto Forte do Internacional

Jogada aérea, explorando a presença de Leandro Damião, foi a arma encontrada para ameaçar o Cruzeiro .

Ponto Fraco do Cruzeiro

Os jogadores chutaram pouco a gol, especialmente quem vinha do meio de campo.

Ponto Fraco do Internacional

Partida pouco inspirada no primeiro tempo, que foi dominado pelo Cruzeiro.

Personagem do jogo

Everton: marcou o gol da vitória do Cruzeiro e deu trabalho à defesa do Inter.

Lance polêmico

Aos 39min do segundo tempo, Leandro Damião foi derrubado por Gil na área do Cruzeiro, mas o árbitro não viu infração, para a irritação da equipe do Inter.

Esquema Tático do Cruzeiro

4-4-2

Fábio; Jonathan, Gil, Léo e Diego Renan; Marquinhos Paraná, Henrique, Everton (Fabinho) e Roger (Pablo); Ernesto Farías (Wallyson) e Thiago Ribeiro. Técnico: Cuca

Esquema Tático do Internacional

4-4-2

Renan; Nei, Bolívar, Sorondo e Kleber; Wilson Mathias (Everton), Guiñazu, Tinga e Giuliano; Rafael Sóbis (Marquinhos depois Andrezinho) e Leandro Damião. Técnico: Celso Roth

Cartões amarelos

Cruzeiro: Éverton e Wallyson

Figueirense: Bolívar, Wilson Mathias, Guiñazu e Rafael Sobis

Árbitro

Nielson Nogueira Dias (PE)

Local

Estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia (MG)

Fonte: Terra, www.terra.com.br