Cruzeiro fica em terceiro: 4 a 1 na Lusa

Cruzeiro fica em 3º: 4 a 1 na Lusa

Em dia de festa, mais de 30 mil pessoas assistiram à classificação do Cruzeiro para a disputa da sua 11ª Taça Libertadores da América. A Raposa teve muitas dificuldades, especialmente no primeiro tempo, mas venceu a Portuguesa, já rebaixada para a Segunda Divisão, por 4 a 1. Os gols da partida foram marcados por Thiago Ribeiro, Wanderley e Fernandinho, duas vezes. Athirson descontou para a Lusa. Depois da partida, os jogadores correram para a torcida e comemoraram como se fosse a conquista de um título.

Momentos antes do início da jogo, o lateral-esquerdo Sorín provocou um momento de euforia para a torcida do Cruzeiro. O lateral-esquerdo apareceu no meio das arquibancadas e foi exaltado pelos cruzeirenses.

Pressão logo no início

Precisando da vitória para chegar à Libertadores, o Cruzeiro começou o jogo pressionando a Portuguesa. Logo aos seis minutos, Wagner fez boa tabela e deixou Ramires sozinho com o goleiro André Luis, mas o volante finalizou muito fraco e a bola foi pela linha de fundo. A Portuguesa respondeu quatro minutos depois. Jonas recebeu passe pela esquerda, limpou a zaga cruzeirense e chutou forte. A bola passou muito perto do travessão de Fábio.

Depois dos 15 minutos, a partida ficou equilibrada. O Cruzeiro só chegou mais uma vez com perigo, aos 22. Fabrício fez boa jogada pelo meio e chutou rasteiro. André Luis teve que se esticar todo para fazer a defesa. A Raposa tentava mais o ataque, mas a Lusa abriu o placar, aos 35 minutos, deixando o Mineirão completamente calado. Athirson recebeu na área e bateu cruzado sem defesa para Fábio.

O gol não abalou a torcida cruzeirense, que começou a cantar alto e apoiar a virada do time. Mas os jogadores não respondiam e chegavam muito lentos ao ataque. Os torcedores cobravam e gritavam que a Libertadores era obrigação. Aos 43, Ramires colocou Guilherme em boa posição, o atacante chutou cruzado, e André Luis pulou para salvar a Portuguesa.

Segundo tempo começa tenso

A torcida do Cruzeiro cobrou muito do time na volta para o segundo tempo. A Raposa tinha 45 minutos para fazer dois gols e se classificar para a Libertadores. A Portuguesa jogava muito bem e os jogadores, mesmo rebaixados, mostravam determinação durante o jogo. Aos oito minutos, Wagner cobrou escanteio fechado, André Luiz espalmou para fora da área, e Guilherme tentou encobrí-lo, mas o goleiro conseguiu se recuperar.

No lance seguinte, o atacante sentiu uma contusão, caiu e saiu de campo muito vaidado. Adilson Batista colocou Wanderley. Aos 12, o Mineirão veio abaixo. Fabrício foi até a linha de fundo e cruzou para a finalização perfeita de Thiago Ribeiro. A torcida do Cruzeiro foi ao delírio e se animou ainda mais logo em seguida. Wanderley, que tinha acabado de entrar, aproveitou uma bobeada da zaga paulista, retomou a boa e colocou no canto esquerdo do goleiro André (assista ao vídeo). Esse foi o primeiro gol do atacante com a camisa do Cruzeiro. A Portuguesa quase empatou, aos 27. Erick cruzou rasteiro da direita e Ralph, que também acabara de entrar, perdeu o gol sozinho na pequena área.

O Cruzeiro ampliou, aos 35. Fabrício lançou Wagner, ele entrou na área e foi puxado. O juiz não teve dúvidas e marcou pênalti. Fernandinho cobrou forte e aliviou a torcida cruzeirense. Aos 40, foi a vez de Ramires ser derrubado na área. Fernandinho cobrou com perfeição novamente e fechou o placar. Festa celeste no Mineirão, e a chance de conquistar a América em 2009.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com