Cruzeiro vence e mantém a liderança

A equipe da capital chegou aos nove pontos, mesmo número do Democrata

Mesmo sem empolgar muito, o Cruzeiro venceu o Villa Nova por 3 a 2 atuando com time misto neste domingo, no Alçapão do Bonfim, e voltou à liderança do Campeonato Mineiro. Soares (dois) e Ramires marcaram os gols da Raposa, que se mantém com 100% de aproveitamento - Everton e Marcelinho descontaram. O time comandado por Adilson Batista só conseguiu marcar seus gols depois que o zagueiro Rodrigão, do Leão, foi expulso de campo.

A equipe da capital chegou aos nove pontos, mesmo número do Democrata. Entretanto, vence no saldo de gols. Na próxima rodada, o Cruzeiro enfrenta o Guarani, na quinta. O Villa, que jogará contra o Ituiutaba, é o lanterna, ainda sem pontos.

O jogo

Talvez sentindo um pouco da falta de entrosamento, o time misto errou em alguns momentos no sistema defensivo durante os minutos iniciais. O Villa levou mais perigo, como na falta cobrada pela esquerda que Rodrigão desviou de cabeça e quase acertou o canto oposto de Fábio. A bola saiu por pouco, aos 12. Dez minutos depois, Vander tabelou com Wagner e soltou a bomba de fora da área. O goleiro celeste teve dificuldade para fazer a defesa em dois tempos.

Aos poucos o Cruzeiro foi melhorando, Com 27, Jancarlos deu a resposta com um torpedo também de fora da área. Macaé espalmou para o alto e depois pegou a bola, tirando-a da cabeça de Ramires.

Thiago Ribeiro imitou o companheiro e mandou outro chute forte de fora da área, aos 37. O goleiro do Villa desta vez espalmou para escanteio. Na cobrança, o mesmo Thiago Ribeiro cabeceou com perigo, à direita do gol.

Expulsão decisiva

A equipe da casa ficou em desvantagem numérica no início do segundo tempo. Rodrigão cometeu falta dura em Ramires, recebeu o segundo amarelo e acabou expulso de campo.

Com mais espaço para trabalhar, o Cruzeiro não demorou muito para abrir e ampliar o placar. aos dez minutos, Henrique puxou contra-ataque pela direita e cruzou rasteiro. Soares dominou na marca de pênalti e bateu no cantinho direito, sem chances para Macaé. Com 19, Elicarlos deu passe sem ver para Ramires na área, e o volante se antecipou ao goleiro para balançar a rede.

Mesmo com um a menos, o Villa Nova encontrou forças para descontar. Aos 28, Luiz Claudio cruzou, Adriano disputou no alto com Fábio, e a bola sobrou livre para Everton marcar após falha do goleiro celeste.

A expectativa de uma possível reação durou um minuto. Logo depois da saída de bola, Wanderley tocou de primeira para Soares na área. O camisa 9 bateu por baixo de Macaé e fez 3 a 1.

A defesa do Cruzeiro marcou bobeira e levou mais um gol. Marcelinho penetrou na área pela meia esquerda e chutou na saída de Fábio, fechando o placar.

Fonte: Globo Esporte