Cuca pede "árbitro caseiro" na decisão contra LDU

Cuca até tentou evitar tirar os méritos da vitória por 5 a 1 da LDU sobre o Fluminense

Cuca até tentou evitar tirar os méritos da vitória por 5 a 1 da LDU sobre o Fluminense, quarta-feira, no Casablanca, em Quito, pela jogo de ida da decisão da Sul-Americana, minimizando os efeitos da altitude. Entretanto, não se conteve ao falar da arbitragem do uruguaio Roberto Silvera.

Alegando inúmeros favorecimentos ao time da casa, o treinador brasileiro adotou postura polêmica e ?pediu? um árbitro caseiro na partida decisiva da próxima quarta-feira, no Maracanã.

- Vamos pensar que no Brasil possa ter um árbitro como esse. Ele apressou o jogo a favor do adversário, inverteu faltas, deixou o jogo andar com duas bolas em campo como no primeiro gol. Por isso, os jogadores nem foram no Mendez.

Cuca fugiu do politicamente correto também ao comentar a postura dos gandulas equatorianos e criticou o profissionalismo das federações brasileiras que optam por catadores de bolas isentos:

- Se for fazer isso no Brasil, não deixam. As federações colocam os gandulas para serem neutros. Está bom, seguimos dando exemplo ? disse em tom de ironia.

Apesar das críticas de Cuca, o Fluminense agora tira o foco da Copa Sul-Americana e volta as atenções para o Brasileirão, onde encara o Vitória, domingo, às 17h (de Brasília), no Maracanã, pela 37ª rodada. Um triunfo tira o Tricolor do Z-4 após 27 rodadas.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com