Deco põe Neymar no mesmo patamar de Messi e CR7 e aprova ida de atleta à Europa

Deco põe Neymar no mesmo patamar de Messi e CR7 e aprova ida de atleta à Europa

Deco põe Neymar no patamar de Messi e CR7 e aprova ida de santista à Europa

O brasileiro naturalizado português Deco foi mais um a entrar na onda de comparações entre Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo. Em entrevista ao site da Fifa, o meia do Fluminense afirmou que o santista está no mesmo patamar que as duas principais estrelas do futebol mundial.

Segundo ele, é fácil comparar o camisa 11 com os atacantes de Barcelona e Real Madrid pela capacidade de fazer gols mesmo sem ser um centroavante. Ele ainda aproveita a ser mais um a recomendar que ele busque o futebol europeu.

?O Neymar, para mim, já está nesse mesmo patamar. Ele tem em comum aos dois essa capacidade de marcar tantos gols mesmo não sendo centroavante. Para mim, se ele estivesse no Real Madrid ou no Barcelona, faria ainda mais do que faz hoje, porque teria jogadores melhores à sua volta, uma estrutura melhor?, disse ele.

?O que você precisa é considerar as proporções: por um lado, claro que o nível técnico do Brasil não chega àquele de uma semifinal de uma Liga dos Campeões, mas também é preciso enfrentar problemas diferentes. Não é mais fácil, nem mais difícil: é diferente. Mas, pensando apenas no nível técnico, para mim, ele está no patamar de um Messi ou um Cristiano?, completou.

Ainda no tema de estrutura, Deco, que teve 13 anos de carreira na Europa, aproveitou para ?cornetar? a formação de talentos no futebol brasileiro. Segundo ele, a mentalidade dos clubes têm mudado, alterando a principal característica do país, que prima pelo improviso e habilidade.

?Acho que nossas categorias de base não estão sendo trabalhadas como deveriam: tenho a impressão de que existe mais preocupação em conquistar títulos do que em realmente formar jogadores. Como aqui há tanto talento, passamos a achar que eles surgem do nada. E claro que surge, de fato, um Neymar, um Ganso, um Lucas. Mas poderiam surgir ainda mais e melhores. Outro fator que influi são os jogadores que saem do Brasil muito cedo. Durante anos, muitos jovens saíram para lugares como Ucrânia ou Japão, que, com todo o respeito, nem sempre são ligas onde você vai enfrentar adversários de um nível mais alto?, finalizou.

Fonte: UOL