Após mortes, engenheiro de obra é intimado por polícia

O acidente ocorreu no momento em que a última peça da cobertura era instalada

O delegado Luiz Antônio da Cruz, do 65º DP, que investiga o acidente ocorrido no início da tarde desta quarta-feira (27) no canteiro de obras do Itaquerão, na zona leste de São Paulo, afirmou que instaurou inquérito para apurar as circunstâncias do acidente. Foram intimados a prestar depoimento o engenheiro da construção, Frederico Barbosa, os operários que estavam no local, além do operador do guindaste.

O acidente ocorreu no momento em que a última peça da cobertura era instalada. De acordo com o delegado, tudo indica que "o guindaste não suportou o peso da peça". Ao cair no chão, partes da peça atingiram e mataram ao menos dois operários. Em nota, a Odebrecht, responsável pela obra, confirma a morte dos operários: Fábio Luiz Pereira, 42, motorista/operador de Munck da empresa BHM, e Ronaldo Oliveira dos Santos, 44, montador da empresa Conecta.

"O local foi isolado para a realização da perícia. Só depois dela, é que poderemos dizer se houve ou não alguma irregularidade", diz o delegado.

Após o acidente, o operador do guindaste passou mal e teve que ser levado às pressas para o hospital Santa Marcelina, na zona leste. Ele passa bem.

De acordo com a Secretaria de Saúde da capital, outra pessoa que também passava pelo local e presenciou o acidente, passou mal. Ela foi socorrida por resgatistas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Ao todo, sete ambulâncias do órgão foram até o canteiro de obras do Itaquerão.

Os corpos dos dois operários mortos serão encaminhados para o IML (Instituto Médico Legal) da zona leste.

LUTO

O Corinthians até o momento se pronunciou apenas através de nota publicada na página oficial do clube na internet. Veja abaixo:

"Devido ao acidente ocorrido nas obras da Arena Corinthians na tarde desta quarta-feira (27), o Sport Club Corinthians Paulista decreta sete dias de luto. Não existem outra informações no momento."

OBRAS

O novo estádio do Corinthians estava previsto para ser entregue em dezembro deste ano. Ele foi escolhido para sediar a abertura do Copa do Mundo de 2014.

A peça de 500 toneladas estava sendo instalada por um guindaste, no setor leste, e tem cerca de 15 metros.

No último dia 13 de novembro, a Odebrecht anunciou que 94% das obras da arena estavam concluídas.

De acordo com a construtora, a cobertura do setor leste já estava quase pronta, restando apenas os serviços de aplicação do forro.















Fonte: Folha