Descobridor de Neymar e Robinho rejeita demissão e critica presidente do Santos

Betinho alegou que sofre com problemas de saúde, hipertensão e diabetes, e pediu licença médica, que termina no próximo dia 23.

A diretoria do Santos fez uma espécie de "faxina" nas categorias de base ao demitir dirigentes e dezenas de jogadores no inicio do segundo semestre deste ano. No entanto, o clube enfrenta problemas para desligar do quadro de funcionários o "olheiro" Roberto Antonio dos Santos, conhecido como Betinho, e descobridor dos craques Robinho e Neymar, que estão entre os melhores jogadores da história do clube.

Como o presidente licenciado Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro não assinou a carta de demissão na primeira tentativa do clube, Betinho, que exerce a função de técnico de avaliação no departamento de franquias do Santos, se recusou a assinar o documento após o presidente em exercício do clube, Odílio Rodrigues, homologar sua demissão em uma segunda tentativa.

Betinho alegou que sofre com problemas de saúde, hipertensão e diabetes, e pediu licença médica, que termina no próximo dia 23. Chateado com a possível saída do clube, o descobridor de Neymar e Robinho criticou o atual presidente do Santos e ainda ameaçou fazer revelações comprometedoras da diretoria.

"Mandaram-me a carta de demissão, mas eu não quis assinar, pois estou com problema de saúde. É muita pressão. O Dr. Odílio Rodrigues deveria saber, como médico, que ele não pode me mandar embora, estou de licença médica. Eu volto dia 23. Não me importo que eu não fique no cargo, o Odílio talvez não fique também, talvez ele não seja reeleito ano que vem", afirmou Betinho.

"Tem coisa interna que ainda não posso falar, mas tenho tudo documentado. Saiu muita gente que fez coisa errada lá. Aquilo que os anteriores fizeram, comprometeram nosso trabalho. As pessoas têm que dar uma olhadinha e ver os documentos que eu tenho, porque eu tenho tudo documentado", completou.

Além de Neymar e Robinho, o "olheiro" faz questão de dizer que foi responsável de revelar mais 17 atletas que tem contrato profissional. Entre eles, Gabriel Barbosa, o Gabigol, Victor Andrade e Alison, os três que pertencem ao elenco principal do Santos. Os volantes Thiago Maia e Fernando Medeiros, do time sub-17, também integram a lista de Betinho.

Por conta disso, Betinho fez questão de dizer que os principais títulos do Santos nos últimos anos têm a sua participação. O olheiro também destacou o retorno financeiro que ele deu ao clube com as transferências de Robinho e Neymar para o futebol europeu.

"A maioria dos títulos do Santos eu tive participação. Os jogadores que iniciaram comigo deram títulos e dinheiro ao Santos, e futuro dinheiro também, pois vem mais por aí. Eu me senti perseguido no meu departamento de franquias (do Santos). Muitas coisas que eu passava, eles empurravam, não davam ouvidos", concluiu.

O UOL Esporte tentou durante toda a segunda-feira contato com o presidente do Santos, Odílio Rodrigues, mas não teve suas ligações atendidas. A assessoria de imprensa do clube também não respondeu.

Fonte: UOL