Flamengo: festa para Ronaldinho x silêncio sobre Pet

Flamengo: festa para Ronaldinho x silêncio sobre Pet

Sem contato da diretoria sobre rescisão de seu contrato, meia sérvio silencia.

Clima de suspense por semanas. Contratação anunciada com festa e hino cantado pela presidente Patrícia Amorim. Festa de apresentação na Gávea com portões abertos. O Flamengo está sorrindo para receber o novo ídolo, Ronaldinho Gaúcho. Eis que a camisa 10, símbolo máximo de glória no clube, ganhará um novo representante. No entanto, não muito longe da loja da sede, com vitrine iluminada e repleta de uniformes do reforço, um antigo dono do número mágico caminhava para entrar em campo sem holofotes.

O foco virou, e agora Petkovic é recebido sem pompas, apenas por poucas crianças que estão perto do gramado maltratado. Ao lado de Diogo, Val Baiano, Correa e Kleberson, o sérvio vive os dias de angústia e insatisfação de quem foi informado pela imprensa de que não estava mais nos planos do técnico Vanderlei Luxemburgo, mas não descumpre o contrato ainda vigente antes de ser procurado oficialmente pela diretoria. Pouco mais de um ano após a conquista do Brasileirão, os gritos da torcida e pedidos de autógrafo deram lugar ao silêncio e calmaria.

Com autorização para se reapresentar na Gávea apenas nesta segunda-feira, Petkovic aproveitou o Natal ortodoxo com sua família na Sérvia. Ao chegar no Brasil, soube que teria sido dispensado pelo Flamengo. No entanto, segundo seu empresário, Josias Cardoso, nenhum comentário sobre rescisão de contrato foi feito.

Assim, mesmo sabendo que o elenco rubro-negro já estava na pré-temporada em Londrina, Petkovic foi ao treino na manhã de segunda-feira. E fez o mesmo à tarde e nos dois turnos desta terça, ficando em campo por cerca de 1h30m em cada turno. Conversou com o preparador físico, riu ao lado de Val Baiano e brincou com Correa. Mas não dá para dizer que está feliz com a situação de indefinição.

Para a imprensa, não houve comentários. O meia prefere esperar conversar com a diretoria rubro-negra antes de se pronunciar. Há a preocupação de não dizer nada que possa prejudicar sua relação com o clube, com quem tem contrato até 31 de dezembro de 2011. Por isso, apesar de dizer que o meia não está insatisfeito, sua assessoria de imprensa acredita que o silêncio será a melhor resposta do jogador.

Mesmo assim, Petkovic não planeja deixar os fãs sem informações sobre sua vida. No Twitter, ele escreveu: ?Ainda estou no clube. Não fiquem preocupados. Obrigado pelo apoio?. Em seguida, na manhã desta terça-feira, chegou a anunciar no microblog que estaria indo treinar na Gávea naquele momento, por volta de 10h. Partículas de informações que chegam para negar especulações sobre uma possível aposentadoria, iniciadas quando o jogador fez o papel de "empresário" de Cristian Borja, ex-companheiro de Flamengo, ao indicá-lo ao time sérvio Estrela Vermelha e até mesmo sentando, de terno, ao seu lado na apresentação na equipe europeia.

A carreira ainda está de pé, sim, e bem na frente de quem quiser ver. Mesmo sem contato da diretoria, parece que a Gávea não se esqueceu do craque do hexa. Logo na entrada da sede social, um mural com sua imagem, a de Leo Moura e Diego Maurício, além de outros dois com o ginasta Diego Hipolyto e o nadador César Cielo, ilustram a parede de ídolos. Até quando, não se sabe.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com