Diogo Costa oficializa em cartório o seu desejo de defender a Espanha

Por conta da decisão do jogador do Atlético de Madrid, a CBF decidiu tirar o brasileiro da lista de convocados para os amistosos de novembro

Diego Costa deu mais um passo rumo ao início de sua trajetória pela Espanha. De acordo com comunicado divulgado na tarde desta terça-feira pela Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), o atacante firmou em cartório sua vontade de jogar com a Roja. Por conta da decisão do jogador do Atlético de Madrid, a CBF decidiu tirar o brasileiro da lista de convocados para os amistosos de novembro contra contra Honduras e Chile, como havia comunicado na semana passada.

- Na manhã de hoje, terça, 29 de outubro, o jogador hispano-brasileiro Diego da Silva Costa esteve no cartório Serrano 30, onde apresentou um texto em que manifesta sua intenção de jogar na seleção espanhola de futebol. O atacante comunica no texto dirigido a Julio Cesar Avelleda, secretário-geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), seu desejo de estar à disposição do treinador espanhol Vicente del Bosque, a partir deste momento. Desta forma, Diego Costa poderá jogar com a Espanha nos próximos jogos do mês de novembro, se o treinador achar oportuno - diz o comunicado.

Desta forma, Diego não vestirá mais a camisa da seleção brasileira nos amistosos contra Honduras e Chile, nos dias 15 de 19 de novembro, respectivamente. A expectativa agora gira em torno da lista que o treinador da Espanha, Vicente del Bosque, divulgará para os próximos amistosos, contra Angola e África do Sul.

Diego Costa iniciou a carreira em Portugal e chegou à Espanha em 2007. De lá para cá, atuou por Celta de Vigo, Albacete, Valladollid e Rayo Vallecano. Na temporada passada, começou a fazer sucesso no Atlético de Madrid e chamou a atenção de Luiz Felipe Scolari, que o convocou para os amistosos contra Rússia e Itália, em março - quando o atacante ficou em campo por 21 minutos contra a Itália e 12 diante da Rússia.

Deixado de fora da Copa das Confederações, Diego voltou a roubar a cena na atual temporada, sendo o artilheiro do Campeonato Espanhol com 11 gols em 10 jogos. O técnico Vicente del Bosque, então, tornou pública sua vontade de convocá-lo para a seleção espanhola, que vem tendo dificuldades com suas opções ofensivas: Soldado, Negredo, Villa e Torres. O argumento da Roja é que o regulamento da Fifa só proíbe que um atleta jogue por uma segunda seleção na carreira se tiver participado de uma competição oficial anteriormente - o que não é o caso de Diego, que atuou apenas em amistosos.

Desde então, o atleta tem feito mistério sobre sua decisão, apesar de ter mostrado sua vontade de vestir a camisa espanhola. Luiz Felipe Scolari, convocou o atacante na semana passada, mostrando que deseja contar com ele - enquanto a Espanha trabalhava nos bastidores para ter certeza que poderia convocar o jogador, que precisava oficializar sua vontade junto à CBF e a Fifa.


Diogo Costa oficializa em cartório o seu desejo de defender a Espanha

Diogo Costa oficializa em cartório o seu desejo de defender a Espanha

Fonte: GloboEsporte