Diretoria do Flamengo manda emissário buscar Robinho

Segundo o diretor executivo Paulo Pelaipe, Robinho é apenas o primeiro nome da lista

O atacante Robinho é o grande objetivo da nova diretoria do Flamengo. O empresário Eduardo Uram viajou para Milão, na Itália, com autorização para negociar com o jogador e com o Milan. O agente já teve a primeira reunião com os italianos e ficou sabendo que o clube europeu admite liberar Robinho desde que o interessado pague 10 milhões de euros (cerca de R$ 27 milhões).

O treinador Massimiliano Alegri confirmou que Robinho já pediu para voltar ao Brasil, mas, segundo a imprensa italiana, o provável endereço do atacante seria a Vila Belmiro, informação que não desanima os dirigentes rubro-negros. Em contato telefônico com a cúpula do clube da Gávea, Uram disse que já tem uma ideia de quanto Robinho gostaria de receber de salários para atuar no Flamengo: entre R$ 800 e 900 mil, livres de impostos.

Segundo o diretor executivo Paulo Pelaipe, Robinho é apenas o primeiro nome da lista, porque a intenção da diretoria é montar uma equipe para disputar todos os títulos com condições de conquistá-los. Ele disse que já está mantendo contato com alguns empresários para buscar as melhores opções para a equipe e que, por enquanto, está apenas negociando. As ações efetivas vão acontecer após a posse do presidente Bandeira de Melo.

Pelaipe também confirmou que a disciplina será rígida em 2013. Os jogadores terão que seguir a cartilha de comportamento e quem não se enquadrar será desligado do grupo. "O jogador tem que ser profissional acima de tudo. Ele vai receber os salários em dia, mas precisa saber que existem compromissos a serem respeitados. O clube tem regras que terão que ser seguidas pelos jogadores. O presidente Bandeira de Mello prometeu pagar os salários em dia, mas vai exigir um comportamento absolutamente profissional".

Pelaipe confirmou que a pré-temporada vai ser realizada no Ninho do Urubu. Os jogadores vão se apresentar no dia 3 de janeiro no Centro de Treinamento e seguirão em treinamento até o dia 18 de janeiro, véspera da estreia da equipe no Campeonato Carioca, diante do Goytacaz. Eles ficarão hospedados em um hotel situado na Barra da Tijuca, perto das instalações de treinamento, e só serão liberados no dia 26, antes da partida contra o Madureira, pela terceira rodada da competição.

Reforço de caixa

O Conselho de Administração do Flamengo aprovou uma linha de crédito no valor de R$ 10 milhões para que o presidente Eduardo Bandeira de Mello tenha recursos em caixa quando assumir, no dia 2 de janeiro. A medida foi necessária para que o novo mandatário consiga saldar os compromissos que vencem nos primeiros dias do próximo ano. Bandeira de Mello definiu a situação financeira do clube da Gávea como lastimável.

Fonte: Terra