Dorival sonha com Kaká e Robinho no Flamengo

“Os dois cairíam bem. É claro que eu sonho. Eu acho que o Flamengo precisa de jogadores com esse potencial", disse.

Dorival Júnior costuma pedir pés no chão. O treinador vê nos sonhos, no entanto, o primeiro passo para que o Flamengo dê um salto de qualidade e atenda à enorme expectativa gerada pela vitória da nova diretoria nas urnas. Os nomes de Kaká e Robinho circulam pela Gávea e são objetos de desejo do treinador, que cita outros astros que já passaram pelo Rubro-Negro para mostrar que nada é impossível.



?Os dois cairíam bem. É claro que eu sonho. Eu acho que o Flamengo precisa de jogadores com esse potencial. Já tivemos o Ronaldinho em outro momento, tivemos Romário, enfim, grandes jogadores. É necessário que sonhemos para, quem sabe, essa realidade acontecer?, afirmou o técnico rubro-negro.

O presidente eleito do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, e Dorival começaram a conversar nesta quarta-feira sobre o futuro. Mas, no primeiro contato, eles não falaram a mesma língua. No Footecon, o treinador contou ter recebido telefonema no qual o dirigente garantia a permanência dele e a do diretor de futebol, Zinho. No entanto, depois de ser desmentido pela assessoria da nova diretoria, recuou.

?Recebi uma ligação do presidente, e ele me pediu para darmos sequência ao nosso trabalho. Agradeço a confiança?, afirmou Dorival, desmentido logo em seguida.

?Não procede. O Eduardo ligou para falar que gosta muito do trabalho dele e do Zinho, mas que uma definição só sairá depois de definido o diretor-executivo. O Wallim (futuro diretor-geral) também ligou para se apresentar?, informou a assessoria.

A falha na comunicação gerou o primeiro mal-estar, antes mesmo de a nova gestão começar ? a diretoria tomará posse em janeiro. Após dar palestra no Footecon, Dorival voltou a comentar o assunto: ?Não vejo como exposição. Estou bem tranquilo. Apenas confirmei o que me perguntaram. Chegaram afirmando que já conheciam a notícia. Passar por mentiroso é que é ruim. O presidente (Eduardo Bandeira) disse que continuava acreditando no nosso trabalho?.

Fonte: O Dia Online