Em 4h36m, Bellucci é eliminado por veterano número 241 do ranking

Em 4h36m, Bellucci é eliminado por veterano número 241 do ranking

Brasileiro não aproveita break points no quinto set e dá adeus a Melbourne.

De um lado, o número 30 do mundo, com 23 anos. Do outro, um veterano de 31, amargando a 241ª posição no ranking mundial. Tudo levava a crer que Thomaz Bellucci não encontraria problemas para derrotar o tcheco Jan Hernych, mas o número 1 do Brasil jamais teve o controle do jogo. Em cinco sets e 4h36m, Thomaz Bellucci foi eliminado do Australian Open.

As parciais foram 6/2, 6/7(11), 6/4, 6/7(3) e 8/6. Bellucci, que disparou 25 aces no jogo, teve chances no quinto set, mas desperdiçou break points em dois games, enquanto Hernych converteu em duas de três oportunidades. Ao todo, o brasileiro teve 17 break points, mas coverteu apenas quatro. O tcheco teve menos chances (15), mas aproveitou o dobro (oito).

A próxima rodada levará um adversário duro para Hernych: Robin Soderling, quarto colocado no ranking mundial. Nesta quinta, o sueco confirmou seu favoritismo na segunda fase e derrotou o luxemburguês Gilles Muller (122) por 6/3, 7/6(1) e 6/1.

Começo ruim e sufoco no segundo set

O primeiro set não foi nada bom para o brasileiro. Encaixar 50% de seus primeiros saques não foi suficiente para incomodar Hernych, e o tcheco abriu o jogo com duas quebras, fazendo 5/0. Bellucci evitou o pneu e devolveu uma das quebras, mas voltou a perder seu serviço no oitavo e último game.

O número 30 do mundo melhorou no saque na segunda parcial. Com 72% de acerto, Bellucci não cedeu nenhum break point. O brasileiro, no entanto, seguiu sem ameaçar o serviço de Hernych, e a decisão foi para o tie-break. Bellucci abriu 4/1 e, depois, 5/4, mas desperdiçou seguidas chances. O tcheco devolveu a gentileza quando sacou com set point. Ao todo, Hernych perdeu três oportunidades de fechar até que Bellucci conseguiu vencer por 13/11.

No terceiro set, o brasileiro voltou a ter problemas nos games de saque. Bellucci foi quebrado no terceiro game e ainda se salvou de break points no primeiro e no quinto games. Desta vez, pelo menos, o paulista consequiu vencer o sexto game, ne serviço do adversário, e recuperar a igualdade. O placar, contudo, se manteve igual por pouco tempo. Hernych conquistou outra quebra no nono game e, em seguida, fechou em 6/4.

O quarto set começou com mais uma quebra do tcheco, que abriu 3/1. Assim como na parcial anterior, Bellucci recuperou-se no sexto game, deixando tudo igual mais uma vez. O set seguiu parelho, e os dois tenistas foram para outro tie-break. Desta vez, nada de game longo. Bellucci conquistou o primeiro mini-break, abriu vantagem e fez 7/3, forçando o quinto set.

Break points perdidos pesam

O jogo já passava de 3h30m de jogo, e Bellucci já incomodava mais o saque de Hernych. O brasileiro teve break points no primeiro e no terceiro games, mas não converteu. O tcheco, então, deu o troco e quebrou o paulista para fazer 3/1. Bellucci respondeu imediatamente e venceu no saque de Hernych no game seguinte.

Os break points não aproveitados no começo da parcial fizeram falta no fim. Sem tie-break, os dois alternaram saques até que Bellucci se complicou. No 14º game, o paulista sacou em 15/40, com dois match points para o adversário. Bellucci salvou o primeiro, mas não evitou a derrota em seguida.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com