Em dia de arbitragem confusa, Chapecoense vence o Fluminense

Times mostram disposição em jogo aberto neste domingo na Arena

Em um jogo marcado por uma arbitragem confusa de Raphael Claus, com um gol anulado e um pênalti marcado nos minutos finais, a Chapecoense mostrou, mais uma vez, a sua força na Arena Condá. Neste domingo, o time conseguiu uma vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense, mesmo sendo dominado na maior parte do segundo tempo, com dois gols do atacante Bruno Rangel. Edson fez para o clube carioca.


Image title

Com o resultado, a Chapecoense chegou a 22 pontos, consolidando-se na nona colocação. O Fluminense saiu do grupo dos quatro primeiros colocados com a derrota. Agora, o clube carioca, com 27 pontos, ocupa a quinta posição e ainda pode ser ultrapassado por Palmeiras e São Paulo.

A Chapecoense aproveitou a primeira com Bruno Rangel, que recebeu na área sozinho e bateu forte. O Flu empatou no lance seguinte com um belo chute de fora da área de Edson e poderia ter ampliado com Marcos Júnior, mas o árbitro Raphael Claus anulou alegando toque de mão do atacante. No segundo tempo, a intensidade se manteve, mas o Tricolor passou a dominar as ações com boas jogadas de Marcos Júnior e Osvaldo. Na reta final, o zagueiro Antônio Carlos fez pênalti duvidoso em Bruno Rangel. O árbitro demorou a assinalar e o assistente Daniel Paulo Ziolli não correu para a linha de fundo. Confirmada a marcação, o atacante da Chapecoense bateu firme e garantiu a vitória.

Fonte: Com informações do Globoesporte