Em "inferno" pessoal, Elano vive pior fase e pode deixar Santos

Em "inferno" pessoal, Elano vive pior fase e pode deixar Santos

Pênaltis perdidos, má fase em campo e problemas pessoais atormentam Elano

tentativas de sequestro contra seu pai, assalto ao seu sítio, perdas de pênaltis decisivos por Seleção Brasileira e Santos e vaias por onde passa deixam o "inferno" pessoal do atleta cada vez maior. Por isso, o meia pode estar próximo de deixar a Vila Belmiro.

O camisa 8 já havia manifestado insatisfação após a derrota contra o Flamengo por 5 a 4, na Vila Belmiro, na última quarta-feira. Durante o confronto, o jogador foi insultado pelos torcedores, bateu boca com um pequeno grupo, fez gesto de irritação contra eles e foi a público na entrevista coletiva pedir desculpas aos adeptos por sua postura.

"Essa foi uma semana difícil, complicada, meu pai quase foi sequestrado duas vezes, aconteceram coisas tristes, assumo a responsabilidade, mas não posso generalizar. Quem me vaiou está com a razão, não posso fazer isso em um jogo tão importante. Prefiro ir embora (se as vaias virarem rotina)", ameaçou o meio-campista ao término do confronto.

Depois do jogo, Elano também sofreu vaias em suas passagens por Arena da Baixada (onde Santos foi derrotado por 3 a 2 pelo Atlético-PR) e São Januário (quando o time alvinegro sofreu novo revés, desta vez por 2 a 0 contra o Vasco) e viu até as torcidas adversárias o perseguirem pelo pênalti desperdiçado na Copa América. Na ocasião, o atleta chutou longe do gol uma das cobranças da Seleção Brasileira, que sucumbiu diante do Paraguai.

Insatisfeito com o atual momento, além de estar passando por problemas pessoais, como o término de seu relacionamento com a atriz Nivea Stellman, que inclusive admitiu ter um novo affair, Elano teria conversado com a diretoria do Santos sobre uma possível saída, caso sua situação atual não melhore logo. A princípio, o atleta não deseja colocar em risco sua história no clube e, como disse o próprio anteriormente, prefere ir embora a ser contestado.

Contudo, nenhum clube demonstrou interesse na contratação do atleta, ao menos por enquanto. Apesar de rumores apontarem propostas do Anzhi-RUS, o Santos ainda não recebeu qualquer sondagem do clube russo. Além disso, a situação do meia é reversível. Basta ele reencontrar o bom futebol, fazer as pazes com a torcida e voltar a encontrar motivos para sorrir com a camisa alvinegra.

Artilheiro e um dos protagonistas da campanha do título do Campeonato Paulista, Elano não marca um gol há quase 100 dias - o último foi contra o São Paulo, em 30 de abril - e terá nova chance de reviver dias de glória no domingo, contra o Ceará, no Pacaembu. Justamente na data em que o meio-campista comemorará seu 100º dia sem balançar as redes.

Fonte: Terra, www.terra.com.br