Em jogo sonolento, Atlético-PR e Figueirense ficam no 0 a 0

O primeiro tempo foi truncado. Ambas as equipes criaram poucas oportunidades de gols e se limitaram a finalizações de longa distância



Jogando para fugir da zona de rebaixamento, o Atlético-PR recebeu o Figueirense em casa, na Arena da Baixada, em partida válida pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. 18º colocado, o time paranaense não mudou de lugar na tabela, já que ambas as equipes ficaram em sonolento empate por 0 a 0.

Com o resultado, o time treinado por Antonio Lopes foi aos 23 pontos, quatro atrás do Bahia, primeiro fora da zona da degola. O Figueirense caiu da décima para 12ª colocação, com 32 pontos.

Na próxima rodada, o Atlético-PR vai a Salvador encarar o Bahia, concorrente direto ao descenso, no Estádio de Pituaçu. Já o clube catarinense receberá o Internacional no Orlando Scarpelli.

O jogo

O primeiro tempo foi truncado. Ambas as equipes criaram poucas oportunidades de gols e se limitaram a finalizações de longa distância.

No Atlético-PR, Madson e Cléber Santana foram os mais acionados. O primeiro tentou diversas jogadas individuais, além de cair pelos lados e tentar cruzamentos. Já o segundo buscou cadenciar mais a partida, armando a equipe e tentando de longe. Mesmo com seus meias buscando o jogo, o clube rubro-negro não conseguiu acionar de forma eficiente seus atacantes, e não levou perigo à meta do goleiro Wilson.

Já o Figueirense jogou mais na retaguarda, mas levou perigo ao gol defendido por Renan Rocha. O principal lance da primeira etapa aconteceu em uma arrancada de Fernandes, que fintou Rafael Santos e chutou forte para defesa do jovem goleiro.

Ao contrário do que aconteceu com os anfitriões, o Figueirense teve em Wellington Nem e Júlio César seus jogadores mais incisivos.

Após a fraca etapa inicial, Antonio Lopes trocou Adaílton e colocou em campo o experiente Paulo Baier, que estava afastado dos gramados havia dois meses devido a uma lesão, logo no retorno para o segundo tempo. Aos oito minutos, o treinador fez mais uma troca no setor ofensivo: Rodriguinho saiu para entrada de Nieto.

Jorginho também tentou mudar o desempenho da sua equipe, tirando Fernandes, aos 11min, e Wellington Nem, aos 22min, para entrada de, respectivamente, Rhayner e Aloísio.

Mesmo com as mudanças, ambas as equipes continuaram pouco criativas, já que nenhuma chance clara de gol foi criada.

Do lado dos catarinenses, Júlio César tentou uma jogada individual pela direita e chutou fraco cruzado. O lance gerou uma confusão na defesa do Atlético-PR, que conseguiu se salvar com um Edílson, que tirou em cima da linha, isso aos 15min da etapa final.

O time rubro-negro exigiu uma defesa difícil de Wilson em somente uma oportunidade: uma finalização forte de Deivid de fora da área, espalmada pelo goleiro para escanteio.

Ficha técnica

ATLÉTICO-PR 0 x 0 FIGUEIRENSE

Gols

ATLÉTICO-PR:

Renan Rocha; Edilson (Kleberson), Manoel, Rafael Santos e Heracles; Deivid, Renan, Cléber Santana e Madson; Adaílton (Paulo Baier) e Rodriguinho (Nieto)

FIGUEIRENSE:

Wilson; Bruno, Roger Carvalho, Edson Silva e Helder; Coutinho, Jônatas (Jackson), Maicon e Fernandes; Wellington Nem (Aloisio) e Júlio César

ATLÉTICO-PR:

Treinador: Antonio Lopes

FIGUEIRENSE:

Treinador: Jorginho

Cartões amarelos

ATLÉTICO-PR: Rafael Santos e Cléber Santana

FIGUEIRENSE:Helder, Wellington Nem e Maicon

Árbitro

Fabrício Neves Correa(RS)

Local

Arena da Baixada, em Curitiba(PR)

Fonte: Terra, www.terra.com.br