Em jogo violento, Neymar brinca com pancadas de seus rivais: "Se o UFC quiser me contratar..."

Em jogo violento, Neymar brinca com pancadas de seus rivais: "Se o UFC quiser me contratar..."

Atacante diz que vai conversar com Dana White após violência de Honduras

Neymar sofreu oito das 17 faltas que Honduras cometeu na partida. Muitas delas com rispidez acima do normal. As infrações que recebeu na goleada da seleção brasileira por 5 a 0, em Miami, nos Estados Unidos, se transformaram no principal tema do bate-papo do camisa 10 do Brasil com os jornalistas logo após o confronto deste sábado, no Sun Life Stadium.

- Se o UFC quiser me contratar, se o Dana White quiser me chamar, nós estamos aí. Os hondurenhos não vieram para jogar futebol. Eles bateram e nós respondemos na bola ? disse o jogador.

Neymar falou ainda do retorno de Robinho à Seleção. Feliz com o desempenho do amigo, que participou ativamente do confronto após entrar em campo na vaga de Jô no intervalo, o atacante parabenizou o companheiro.

- Fico feliz de ver o meu ídolo. Com a alegria que ele está por ter feito uma boa partida e ter entrado bem.

Na próxima terça-feira, às 23h (de Brasília), Neymar estará em campo mais uma vez para representar a seleção brasileira. O time canarinho vai enfrentar o Chile, em Toronto, no Canadá.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com