Corinthians e Palmeiras superam fiascos anteriores

Corinthians e Palmeiras superam fiascos anteriores

Times aproveitaram para largar na frente na principal competição nacional

Em sua primeira rodada, o Campeonato Brasileiro de 2010 não pôde ter todos seus destaques em campo. Pensando na Copa Libertadores e na Copa do Brasil, respectivamente, Flamengo, São Paulo, Inter, Santos, Grêmio e Atlético-GO pouparam jogadores e mandaram times mistos a campo. Assim, equipes que decepcionaram nos primeiros meses do ano - casos de Corinthians e Palmeiras - aproveitaram para largar na frente na principal competição nacional.

O primeiro a entrar em campo foi o Palmeiras, que pegou o Vitória no sábado. Eliminado da Copa do Brasil no meio de semana após errar quatro pênaltis contra o Atlético-GO, o time alviverde viu Robert desperdiçar mais uma penalidade e uma chance incrível para marcar. Contudo, Lincoln balançou as redes e garantiu o triunfo da equipe paulista, vítima de protestos de sua torcida.

Assim como o rival, o Corinthians sofreu para vencer na estreia do Brasileiro e amenizar o princípio de crise. Ainda abalado pela eliminação da Copa Libertadores - principal objetivo do clube no ano do centenário -, o time alvinegro saiu perdendo para o Atlético-PR (gol de Wagner Diniz), mas conseguiu a virada com tentos de Souza e Ronaldo (cobrando um pênalti cuja marcação gerou reclamações dos jogadores paranaenses).

Já o Atlético-MG, que apesar de ter vencido o Campeonato Mineiro caiu nas quartas de final da Copa do Brasil, venceu o Vasco (também eliminado da Copa do Brasil) por 2 a 1, mantendo um tabu de oito anos sem perder na estreia da Série A do Campeonato Brasileiro. Ricardinho e Muriqui, para o time mineiro, e Élton, pela equipe carioca, marcaram os gols da partida.

Guarani e Ceará, que também não tiveram grande sorte nas competições estaduais, voltaram à Série A do Campeonato Brasileiro com vitória. O time paulista passou pelo Goiás por 1 a 0; pelo mesmo placar os cearenses superaram o Fluminense (decretando a terceira derrota em três jogos do técnico Muricy Ramalho no comando da equipe carioca).

A liderança do Campeonato Brasileiro, porém, é do Avaí. O campeão catarinense jogou em casa e aplicou 6 a 1 no Grêmio Prudente (semifinalista do Campeonato Paulista), com destaque para os três gols do zagueiro Emerson. O time do técnico Péricles Chamusca ostenta a primeira colocação graças ao saldo de gols.

Apenas Cruzeiro se dá bem entre os "times-mistos"

Priorizando a semifinal da Copa do Brasil, Atlético-GO e Grêmio se enfrentaram com times mistos, fazendo um jogo de pouca emoção no sábado. Resultado: 0 a 0 no Serra Dourada. Com a mesma preocupação dos times goiano e gaúcho, o Santos, outro semifinalista da Copa do Brasil, poupou cinco titulares e, ainda assim, só não saiu vencedor do Engenhão porque Herrera marcou para o Botafogo no fim da partida e garantiu o empate por 3 a 3.

Já Flamengo, São Paulo, Inter e Cruzeiro pouparam titulares em virtude das quartas de final da Copa Libertadores, que serão disputadas a partir da próxima quarta-feira. Assim, o duelo entre o time rubro-negro e a equipe do Morumbi acabou empatado por 1 a 1, em um jogo movimentado e cheio de chances de gol no Maracanã.

No Beira-Rio, o time misto do Inter viu um dos poucos titulares do Cruzeiro em campo, Kleber, marcar dois gols e decretar a vitória mineira por 2 a 1. O técnico da equipe gaúcha, Jorge Fossati, atribuiu a derrota à arbitragem do árbitro Wilson Luiz Seneme (SP). Sem esconder sua irritação, o treinador uruguaio chegou a chamar um jornalista para a briga após o jogo e precisou ser contido por seguranças para não agredir Sérgio Couto, da Rádio Bandeirantes.

Fonte: Terra