Entre lágrimas, Washington confirma o fim da carreira

Entre lágrimas, Washington confirma o fim da carreira

Atacante anuncia aposentadoria durante entrevista coletiva em Mangaratiba

A emoção se fez presente desde os primeiros minutos. Com lágrimas nos olhos, Washington chegou acompanhado de Alcides Antunes, vice de futebol, e Celso Barros, presidente do patrocinador, sentou no centro da mesa localizada na sala improvisada no hotel onde o Fluminense faz pré-temporada, em Mangaratiba, e com lenço e microfone nas mãos anunciou:

- As coisas foram um pouco antecipadas, a notícia saiu antes. E...(pausa emocionada) quero comunicar a todos que estou deixando o futebol. É difícil dizer. É uma decisão que tomamos em conjunto. Foi difícil. Estava me preparando para jogar mais esse ano, mas conversamos nesses últimos dois dias, repensamos e decidi realmente parar. É um momento difícil demais, é uma coisa que mexe com a gente, mas um dia ia parar. Um dia a profissão acaba e é importante ter hombridade e humildade para saber que nada vai apagar o que dei ao futebol e o que o futebol deu para mim.

Entre lágrimas, o atacante de 35 anos agradeceu a todos que fizeram parte dos seus 17 de carreira como jogador profissional e desabou novamente em emoção.

- Realizei o sonho de ser jogador de futebol. Dentro deste sonho conquistei título, amigos... É duro dizer alguma coisa neste momento. Quero agradecer a Deus, minha família, amigos, companheiros, treinadores, clubes onde marquei minha história. Desculpem a emoção, é até meio chato, mas não agüento. Só quero agradecer.

Também muito emocionado, o vice-presidente de futebol, Alcides Antunes, tomou a palavra e agradece ao Coração Valente.

- Só temos a agradecer ao Washington. Conversamos, ele tomou a decisão e esperamos ter o Washington conosco. O casamento não foi desfeito. Ele é uma grande pessoa e continuará por muito tempo no futebol. Só podemos agradecer por tudo que fez pelo Fluminense e desejo toda sorte daqui em diante.

Médico e presidente da patrocinadora do clube, Celso Barros foi outro a falar sobre o caso de Washington. Ele confirmou que houve um novo problema médico, no caso, a hiperglicemia, que resultou na conversa e na decisão do atacante.

- É um momento complicado na vida do profissional. Mas conversamos, analisamos várias situações que existem e todos têm conhecimento para tomarmos essa decisão. Tenho um carinho enorme pelo Washington, que foi um cara fundamental na conquista do Brasileiro. Ele fez oito gols quando o Fred se machucou, depois participou da jogada do gol do título. Certamente ele para de jogar futebol e vai estar ao nosso lado. Hoje temos a tristeza do momento, mas a melhor decisão para ele é em relação à saúde e à vida.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com