Ferrari aceitaria ter Louis Hamilton para o lugar de Felipe Massa

Stefano Domenicali admitiu que o inglês poderia substituir Massa


Equipe Ferrari aceitaria ter Hamilton para o lugar de Felipe Massa
Com a definição do bicampeonato do alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, e a aproximação do final da temporada 2011 da Fórmula 1, as especulações começam a ganhar força. Uma delas seria a possibilidade do inglês Lewis Hamilton, atualmente na McLaren, substituir o brasileiro Felipe Massa na Ferrari. E o chefe da equipe italiana, Stefano Domenicali, em declaração ao jornal Gazzetta Dello Sport, não descartou tal possibilidade para o fim de 2012, quando o contrato de ambos pelas atuais equipes terminará.

Domenicali explicou que Massa fará de tudo para provar o valor à Ferrari, enquanto outros pilotos com contratos no final também querem provar que são capazes de se juntar à escuderia, com Hamilton sendo um desses possíveis candidatos. No entanto, o dirigente explicou que ainda é cedo para o tema.

Alonso e Hamilton já foram companheiros de equipe, em 2007, na própria McLaren. Porém, ambos não tinham um bom relacionamento e o atual primeiro piloto da Ferrari acabaria regressando à Renault na temporada seguinte, reclamando, entre outras coisas, de supostos privilégios dados pela equipe inglesa a Hamilton.

Coincidentemente, Massa e Hamilton - que poderiam "lutar" pela segunda vaga na escuderia de Maranello - protagonizam uma série de desentendimentos dentro das pistas nesta temporada.

Nos Grandes Prêmios de Mônaco e Cingapura desta temporada, o campeão do mundo de 2008 teve de passar pelos boxes para pagar um drive through depois de se chocar com Massa. Já no Japão, no último domingo, o brasileiro teve o carro tocado pelo inglês em uma disputa, mas os comissários consideraram o incidente normal e não impuseram nenhuma punição a ambos, que trocaram algumas críticas oriundas desses incidentes nas últimas semanas.

Sobre uma hipotética disputa entre Vettel - outra possível especulação de aquisição futura para a equipe italiana - com o primeiro piloto da equipe, o espanhol Fernando Alonso, o dirigente disse que seria possível os bi mundiais "coexistirem" na Ferrari e que uma das virtudes de Alonso é não temer ninguém na categoria.

O interesse é mútuo, já que o alemão declarou recentemente, após vencer o GP de Monza, na Itália, que aquele triunfo poderia ser um momento ainda melhor caso ele estivesse usando um macacão vermelho, alusão aos ferraristas.

Os rumores sobre quem irá ocupar o outro lugar ao lado do espanhol na Ferrari têm se intensificado principalmente após a fraca temporada de Felipe Massa no time italiano em 2011 - sexto colocado no Mundial de Pilotos, com apenas 90 pontos conquistados até agora.

No entanto, a escuderia italiana garantiu que o brasileiro irá cumprir contrato, que expira no fim da próxima temporada. O de Vettel com a Red Bull, por sua vez, acaba somente em 2014.

Fonte: Terra, www.terra.com.br