Espanhol Juan Carlos Ferrero, ex-número 1 do tênis, anuncia aposentadoria

O espanhol ganhou um Grand Slam na carreira, em Roland Garros-2003.

O tenista espanhol Juan Carlos Ferrero, ex-número 1 do mundo, anunciou nesta quarta-feira em entrevista coletiva que entrará em quadra pela última vez no ATP 500 de Valência, a partir de 21 de outubro. Ferrero, 32, começou sua carreira profissional em 1998 e em setembro de 2003 alcançou o topo do esporte, após chegar a final do Aberto dos Estados Unidos --foi derrotado pelo americano Andy Roddick, que também se aposentou recentemente.



O espanhol ganhou um Grand Slam na carreira, em Roland Garros-2003. Além disso, foi o grande herói da conquista da primeira Copa Davis da história do tênis espanhol, em 2000, contra a Austrália. Quatro anos depois, fez parte da equipe que venceu os Estados Unidos na final e conquistou o bicampeonato da competição.

Durante toda a carreira, disputou 33 finais, ganhando 15 títulos, destacando-se também, os Masters 1.000 de Monaco, em 2002 e 2003, além do de Roma, em 2002.

"O que mais vou sentir saudades é competir. Para nós, a disputa é o pão de cada dia. Será um vazio bastante difícil de preencher nessa nova vida que vou levar a partir do final do ano", comentou o atual número 170 do mundial.

Ferrero admitiu que não a decisão de se aposentar veio também pelos resultados obtidos na temporada. Seu melhor momento foi ter se classificado às oitavas de final do Masters 1.000 de Roma, quando foi derrotado pelo suíço Roger Federer.

Ao todo, o espanhol venceu cinco partidas e perdeu 11 na temporada, acumulando US$ 167 mil em prêmios (quase R$ 340 mil). "Estou tendo um ano difícil, e quando na quadra se começa a notar que não tem a mesma ambição e a mesma motivação, esses pensamentos [de se aposentar] começam", explicou o tenista.

Sobre o futuro, o espanhol afirmou que vai buscar uma nova vida. "Tenho uma academia de tênis, o torneio de Valência [é detentor dos direitos, junto com David Ferrer], um hotel. São muitas coisas para ficar muito ocupado", finalizou.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br