Estava drogado quando mordi orelha de Holyfield, diz Tyson

Estava drogado quando mordi orelha de Holyfield, diz Tyson

Tyson afirmou que se sentia como um "Deus" na época do combate contra Holyfield

Uma das lutas mais famosas da história do boxe teve o episódio que a marcou comentado novamente 13 anos depois. Em entrevista ao jornal The Guardian, o americano Mike Tyson admitiu o uso de drogas antes do combate contra o compatriota Evander Holyfield. No embate, o polêmico ex-campeão mundial mordeu a orelha do adversário, em um dos episódios mais marcantes do esporte no último século.

Tyson afirmou que se sentia como um "Deus" na época do combate contra Holyfield, em virtude do alto consumo de drogas. Coincidentemente, o episódio marcou o início do declínio da carreira do antigo lutador da categoria pesos pesados.

O ex-puglista, arrependido pela grave agressão a Holyfield, disse que não pensava no esporte e sim em fazer o mal ao adversário. Aposentado, Tyson externou grande depressão ao falar que se sente "sujo" por todas as polêmicas somadas durante a carreira, questionando a idolatria dos seus próprios fãs.

Apesar dos momentos antiesportivos, Tyson marcou a história do boxe. Com 50 vitórias na carreira, sendo 44 por nocaute, o americano ostenta o título de campeão mais jovem da história dos pesos pesados. Em 1986, o nova-iorquino derrotou Trevor Berbick e conquistou o cinturão do WBC (Conselho Mundial de Boxe) com apenas 20 anos de idade.

Fonte: Terra, www.terra.com.br