Estudo diz que Brasil ficará em 10º nas Olimpíadas Rio 2016

Brasil deve ter o melhor desempenho da história, segundo o estudo

A 100 dias do início dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o site especializado em estatísticas InfoStrada atualizou suas projeções de medalhas para o evento nesta quarta-feira, e o Brasil pode esperar o melhor desempenho de sua história.

De acordo com o estudo, a delegação do país-sede deve subir ao pódio 25 vezes entre os dias 5 e 21 de agosto, conquistando nove ouros, oito pratas e oito bronzes, o que lhe colocaria no top 10 da classificação geral.

Vale recordar que o InfoStrada já variou bastante em suas previsões: em março de 2015, a 500 dias da Rio 2016, o Brasil poderia obter 27 medalhas (10 ouros, 14 pratas e 3 bronzes); já em dezembro passado, a projeção era de 20 medalhas (8 ouros, 10 pratas e 2 bronzes).

No atual relatório, a delegação nacional seria puxada pelo vôlei: quatro medalhas de ouro na quadra e na areia. O futebol masculino, finalmente, conseguiria o tão sonhado título olímpico, enquanto Arthur Zanetti revalidaria a conquista de Londres 2012; na vela, Martine Grael e Kahena Kunze ganhariam na classe 49er FX.

Os tenistas Bruno Soares e Marcelo Melo também subiriam ao lugar mais alto do pódio nas duplas, e Mayra Aguiar conquistaria o ouro até 78kg.

No top 10, a liderança ficaria com os Estados Unidos com 102 medalhas (42 de ouro), seguidos por China (78 medalhas) e Rússia (66).


Larissa e Talita vão ganhar o ouro, segundo InfoStrada a 100 dias da Rio 2016 (Crédito: CBV)
Larissa e Talita vão ganhar o ouro, segundo InfoStrada a 100 dias da Rio 2016 (Crédito: CBV)


Fonte: Com informações da Espn.