‘Eu matei meu bebê’, disse Pistorius a melhor amigo, segundo jornal inglês

‘Eu matei meu bebê’, disse Pistorius a melhor amigo, segundo jornal inglês

Justin Divaris recebeu telefonema de Oscar após disparos que mataram a modelo Reeva Steenkamp, na madrugada da última quinta-feira

O tablóide The Sun traz na edição deste domingo um relato importante de Justin Divaris, melhor amigo do atleta paralímpico Oscar Pistorius, acusado de matar a namorada Reeva Steenkamp na madrugada da última quinta-feira. Segundo o rapaz, o suspeito ligou para ele logo depois da morte da garota.

- Meu bebê, eu matei meu bebê. Deus, me leva ? teria dito Pistorius, aos prantos.

- É tudo muito triste. O Oscar me ligou às 3h55 dizendo que Reeva havia sido baleada. E eu disse: O que você está falando? Eu não entendo. E ele repetiu: ?houve um acidente terrível. Eu atirei em Reeva? ? contou Divaris ao The Sun.

Um dos vizinhos de Oscar Pistorius, então, pegou o telefone e falou com o melhor amigo do atleta paralímpico, explicando que realmente a modelo estava morta.

- Eu estava em choque e perguntei ao vizinho se ela (Reeva) estava bem e se a arma tinha disparado acidentalmente. A resposta foi que ela não estava bem e que era para eu ir até lá ? acrescentou o amigo do astro do atletismo.

Justin e sua namorada, Sam, foram então à casa de Oscar Pistorius. Era noite do Dia dos Namorados. Na hora em que o amigo chegou, o suspeito desabafou.

- Foi traumático. O local já estava como cena de crime e nós não pudemos entrar na casa. Mas pudermos ver através da porta que Reeva estava deitada, coberta por cobertores e toalhas. Pedi para falar com Oscar, que estava detido na garagem. Ele estava incoerente e só dizia: ?Matei meu bebê. Deus, me leva? ? contou Justin.

A defesa de Oscar Pistorius trabalha com a possibilidade de os tiros que mataram Reeva Steenkamp terem sido acidentais. Neste domingo, o britânico The Telegraph traz uma reportagem em que o pai do atleta paralímpico, Henke Pistorius, afirma que muitas vezes um esportista age por ?instinto?.

Pistorius é o único suspeito

O astro sul-africano é o único suspeito do assassinato da ex-namorada. O crime aconteceu na madrugada de quinta-feira, na mansão de Oscar Pistorius. Segundo a polícia local, apenas o casal estava na casa na hora do crime e não havia qualquer sinal de arrombamento. Segundo informações de uma fonte da polícia, não confirmada oficialmente, Reeva foi morta na porta do banheiro com quatro tiros. O jornal ?Beeld? relatou nesta sexta que a polícia havia sido chamada para a casa de Pistorius duas horas antes dos disparos, por vizinhos que ouviram o casal discutindo. A polícia foi chamada novamente quando os vizinhos ouviram os disparos. O atleta já foi submetido a um exame de sangue para identificar se ele estava alcoolizado ou sob efeito de alguma droga na hora do crime.

Obcecado por segurança

Pistorius sempre foi muito obcecado por segurança. Segundo a South African Gun Association, existem quase 6 milhões de armas de fogo na África do Sul, sendo apenas 3,7 milhões registradas. São pouco mais de quatro para cada 100 pessoas que vivem no país.

Oscar Pistorius tinha uma ligação bem próxima com armas e atirava com uma certa regularidade. E não via problema em revelar essas histórias em conversas com jornalistas. Em novembro de 2011, ele chegou a postar uma foto no Twitter em um campo de tiro falando sobre o seu rendimento após a prática. O atleta tinha uma pistola 9mm em casa.

Pistorius e Reeva namoravam há cerca de um ano. A modelo, de 29 anos, era natural de Joanesburgo, e foi considerada a 40ª mulher mais sexy do mundo, segundo a FHM (For Him Magazine), internacional revista destinada ao público masculino. Ela era formada em direito e se preparava para atuar também como apresentadora de TV.


â??Eu matei meu bebêâ??, disse Pistorius a melhor amigo, segundo jornal inglês

Fonte: GloboEsporte.com