F1: Fernando Alonso aproveita erro, vence e iguala Stewart

Espanhol levou a Ferrari à primeira vitória no ano; Vettel foi segundo e Webber, terceiro

O espanhol Fernando Alonso conquistou neste domingo (10) o Grande Prêmio da Inglaterra de Fórmula 1, o primeiro com o novo regulamento da categoria, que limita a utilização do difusor soprado.

O piloto de Oviedo aproveitou-se de um erro da equipe Red Bull durante a troca de pneus do alemão Sebastian Vettel para assumir a primeira colocação da corrida, na 28ª volta, e vencer sua primeira corrida desde o GP da Coreia do Sul, em outubro de 2010.

Foi o 27º triunfo de Alonso na F-1, que o coloca na quinta posição entre os maiores vencedores da categoria, ao lado do britânico Jackie Stewart.

Os pilotos da Red Bull Sebastian Vettel, em segundo, e Mark Webber, em terceiro, completaram o pódio. A quarta colocação ficou com o britânico Lewis Hamilton, da McLaren, que chegou a figurar entre os primeiros colocados da corrida, mas sofreu com problemas de combustível e não pôde lutar por um lugar no pódio.

O brasileiro Felipe Massa fez prova discreta e terminou a corrida em quinto, seguido pelo alemão Nico Rosberg. Já Rubens Barrichello ficou apenas em 13º e mais uma vez deixou de pontuar com sua Williams.

A liderança do Mundial de Fórmula 1 segue nas mãos de Vettel, que soma 201 pontos após nove etapas disputadas. Mark Webber aparece em segundo, com 121, logo à frente de Jenson Button, que soma 119. A vitória coloca Fernando Alonso na quinta posição da temporada, com 112 pontos.

A próxima prova da F-1 será o Grande Prêmio da Alemanha, marcado para o dia 24 de julho.

A prova

As horas que antecederam o Grande Prêmio de Silverstone foram de chuva em algumas partes do circuito inglês e os pilotos foram obrigados a começar a prova com pneus intermediários neste domingo. O alemão Sebastian Vettel fez boa largada e tomou a primeira colocação de Mark Webber. Já Felipe Massa perdeu o quarto posto para Jenson Button, da McLaren, mas recuperou a posição ainda na segunda volta.

Lewis Hamilton, que largou apenas da décima colocação, começou muito bem a prova, ganhando cinco posições em duas voltas. Quando tentou pressionar Massa na terceira volta, no entanto, ele perdeu o ponto de freada e foi parar na área de escape.

O primeiro piloto do pelotão de elite a trocar os pneus intermediários por compostos para pista seca foi Button, na 12ª volta. Nas voltas seguintes, os outros competidores seguiram a decisão, com Massa e Vettel indo aos boxes na 14ª volta. Os carros da Ferrari retornaram à pista com rendimento pior do que seus rivais e Alonso e o brasileiro perderam posições para Button e Hamilton.

Na 24ª volta, o espanhol conseguiu recuperar a terceira colocação da corrida, com uma bela ultrapassagem realizada com auxílio da asa traseira móvel. Quatro voltas depois ele assumiu nos boxes a ponta da prova. Parando ao mesmo tempo que Vettel, ele foi beneficiado por um erro da Red Bull, que demorou para trocar os pneus do alemão, e ganhou a posição.

Na pista, a Ferrari do espanhol apresentou bom rendimento e ele abriu vantagem para Hamilton, que passou a brigar com Vettel pela segunda colocação. Na terceira e última troca de pneus, o alemão conseguiu ganhar a posição do britânico, mas a distância para Alonso já era muito grande e o espanhol guiou com tranquilidade até receber a bandeira quadriculada.

Na última volta, Hamilton e Massa duelaram pela quarta posição até a curva final do circuito, com o britânico conseguindo defender sua posição.

Fonte: R7, www.r7.com