Atletas do São Paulo comem feijão no México

Atletas do São Paulo comem feijão no México

Jogadores comem o típico prato do Brasil, trazido pela delegação tricolor

Um café da manhã brasileiro geralmente é composto de pães, frios, iogurtes, cereais e bebidas quentes, como chá e café preto. Mas como seria encontrar nesta refeição pratos com carne de porco, molho de tomate, tacos, quesadillas e claro, muita pimenta? No mínimo estranho para quem é do Brasil. Assim é o "desayuno" em Monterrey, cidade que recebe o São Paulo para o jogo contra o time de mesmo nome, nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), pela Libertadores.

A refeição matinal se alonga até a hora do almoço, ou seja, é possível desfrutar do mesmo cardápio em dois momentos do dia. E para evitar que os jogadores comam muitos condimentos e pratos pesados, a delegação tricolor sempre vem precavida em viagens para a Libertadores, trazendo na mala o feijão marrom, bastante consumido em São Paulo. Os atletas recorrem ao famoso arroz com feijão, acompanhados de carne ou frango, purê de batatas, saladas e massas. Sem sustos.

A comida daqui é bem diferente mesmo, mas não temos problemas porque o feijão vem de casa e sempre está presente nas nossas refeições - contou Leo Lima, logo após o almoço.

Nos dias de jogos, como nesta quarta, os jogadores fazem uma refeição balanceada no almoço e ainda lancham antes da saída para o estádio. Sem tacos, pimentas e pratos típicos que possam atrapalhar o desempenho do grupo em campo.

Fonte: g1, www.g1.com.br