Ferrari lamenta morte de piloto em corrida da MotoGP neste domingo

"É muito difícil explicar com palavras a dor que sinto após a morte de alguém como Marco Simoncelli", disse o dirigente da Ferrari.

O italiano Stefano Domenicali, chefe da Ferrari, falou sobre a morte do piloto Marco Simoncelli, 24, da Honda, que sofreu um acidente na MotoGP da Malásia, neste domingo. Os dois se conheciam pessoalmente, segundo o dirigente. "É muito difícil explicar com palavras a dor que sinto após a morte de alguém como Marco Simoncelli", disse o dirigente ao site oficial da Ferrari.


Ferrari lamenta morte de piloto em corrida da MotoGP neste domingo

Domenicali fez questão de lembrar do acidente na Indy uma semana atrás, em Las Vegas, que vitimou o inglês Dan Wheldon.

"Acontecimentos como esse, assim como a morte de Dan Wheldon, nos lembram que os envolvidos nesses esportes sempre estão expostos a riscos gigantescos. Agora, os pensamentos dos homens e das mulheres da Ferrari estão com a família, os amigos e a equipe de Marco", disse.

O chefe da Ferrari falou também sobre o italiano Fausto Gresini, dono Gresini Honda, equipe de Simoncelli.

"Fausto é um grande amigo meu, pois nós viemos da mesma cidade, Imola. Ele está particularmente atormentado neste momento", finalizou Domenicali.

Quem também falou sobre a morte Simoncelli foi o presidente da escuderia italiana, Luca di Montezemelo.

"Estou muito triste com essa notícia. Fiquei muito impressionado com a velocidade, o talento e a determinação do piloto durante a temporada. As qualidades dele me lembravam de Gilles Villeneuve. Mas o destino reservou esse acidente triste para ele. É uma pena", disse Montezemelo.

Fonte: Folha.com