Fiasco no Brasileiro abre caminho para mudança geral no Fla

Fiasco no Brasileiro abre caminho para mudança geral no Fla

Luxemburgo terá carta branca para rejuvenescer o elenco. Geração campeã brasileira será desfeita

Escapar do rebaixamento perdendo em casa para o Cruzeiro por 2 a 1 escancarou o leque de deficiências do Flamengo. A campanha sofrível no Campeonato Brasileiro tem um lado bom, segundo análise da diretoria e da comissão técnica: o clube poderá se desfazer de diversos jogadores sem "peso na consciência".

A geração que se perpetua no clube desde 2006 está perto do fim. O treinador Vanderlei Luxemburgo reconhece que é hora de o clube aproveitar o fracasso do ano para se reconstruir. A principal missão é tornar o grupo mais jovem.

- O Flamengo tem a oportunidade de se refazer. Foi muito bom até pela forma que aconteceu, sem cortina de fumaça. Se o time chegasse aos 50 pontos, por exemplo, poderia ser diferente. Precisamos de muitas coisas ? analisou.

O lateral Juan deve ser o símbolo da nova filosofia. O jogador está no Rubro-Negro desde 2006, e há quase unanimidade de que o ciclo chegou ao fim. Desta forma, o contrato não será renovado. A situação de Léo Moura é diferente. Ele tem vínculo por mais uma temporada e pode até ficar. No entanto, recebeu propostas generosas de Inter e Santos e reivindica um reajuste.

A política de contratações de 2010 mostrou-se equivocada. Renato, Val Baiano, Deivid e Diogo, que chegaram no meio do ano, têm salários elevados e há dificuldade para negociar possíveis rescisões. Outro caso emblemático é o de Petkovic.

Em maio, o vice de finanças Michel Levy viu-se pressionado coma ameaça de rompimento do acordo judicial do sérvio por falta de pagamento e, em conjunto com Patrícia Amorim, optou pela renovação até o fim de 2011, quando o apoiador estará com 39 anos. O jogador é tratado como "herança maldita" internamente por causa da idolatria que desperta na torcida mesmo sem produzir em campo.

Em relação a contratações, o cenário é nebuloso. Vanderlei Luxemburgo indicou, em conversas informais, três nomes: o zagueiro Manoel, do Atlético-PR, o volante Serginho, do Atlético-MG e o lateral-esquerdo Junior Cesar, do São Paulo. Os três, porém, ainda têm contrato em vigor e seria necessária contrapartida financeira para contratá-los.

A possibilidade de Adriano retornar ao Brasil não empolga. Tanto Patrícia Amorim quanto Luiz Augusto Veloso não têm interesse em tê-lo novamente no elenco por causa dos problemas extracampo. A negociação por Diego Forlán ganhou simpatia da diretoria, mas esbarra na má vontade de Luxa. O treinador avisou que todas as contratações terão de passar por ele e considerou o uruguaio experiente demais e caro.

Confira a situação dos principais jogadores do elenco:

Marcelo Lomba ? O goleiro de 24 anos entrou na fogueira por causa da prisão de Bruno e teve um bom início. Entretanto, falhou na reta final e a diretoria pretende buscar um camisa 1 mais experiente.

Léo Moura ? Com mais de 300 jogos no clube, o lateral só sai se quiser. Mas este é o problema. Com o contrato defasado em relação aos que foram contratados neste ano, o jogador tem proposta de Santos e Inter e reivindica aumento.

Welinton ? O zagueiro se salvou do desastre na reta final e conseguiu se valorizar. Tem proposta de Napoli e Stuttgart e pode ser usado como um dos poucos trunfos para obter receita.

Ronaldo Angelim ? O herói do hexa não goza mais de prestígio no Flamengo e, apesar de ter mais um ano de contrato, pode retornar ao Fortaleza.

David Braz - Fla adquiriu 50% dos direitos econômicos dele no meio do ano e deve mantê-lo.

Juan ? O contrato do lateral termina no fim do ano e dificilmente será renovado. Atuações ruins, alto salário e desgaste contribuem para decisão.

Rodrigo Alvim ? Está fora dos planos, mas tem contrato até janeiro de 2013 e salário considerado alto.

Maldonado ? Depois de um ano ruim, reconquistou a vaga na reta final e está nos planos para 2011.

Willians ? O volante não é querido por Luxemburgo e tem proposta do Santos. A prioridade, no entanto, é negociá-lo com a Europa.

Kleberson ? O compromisso até o fim de 2012 o prende ao Flamengo, mas não é considerado inegociável. Recentemente, o Tigres, do México, o envolveu em uma possível troca com Everton.

Correa ? Tem contrato até o meio do ano, mas também não agrada ao treinador.

Petkovic ? Contrato até o fim de 2011 e acordo judicial dificultam rescisão. Porém, aposentadoria forçada não está descartada.

Renato ? Aos 32 anos, fez gols importantes na luta contra o rebaixamento. Mas muito pouco pelo peso que tem na folha salarial.

Marquinhos ? Não foi bem na chance que teve no time titular e saiu de campo vaiado. Tem contrato até o fim de 2011 e pode ficar para compor elenco.

Val Baiano ? Tem mais um ano de contrato e ausência de propostas deve fazê-lo permanecer.

Deivid ? Maior salário do grupo e início desastroso. No entanto, comissão técnica acredita que boa pré-temporada pode recuperá-lo.

Diogo ? Outro fracasso. Empréstimo termina em junho e pode ser feito acordo para devolvê-lo ao Olympiacos.

Diego Maurício ? É o atacante com mais gols no Brasileirão: cinco. Sai de 2010 como boa surpresa do clube. Recentemente, renovou contrato até 2015.

Fonte: g1, www.g1.com.br