Fisioterapeuta diz que Minotauro deve voltar a lutar até junho

Fisioterapeuta diz que Minotauro deve voltar a lutar até junho

O lutador peso-pesado mais consagrado do MMA brasileiro teve o braço quebrado no confronto pelo UFC 140

Eram 2h36 da manhã. Rodrigo Minotauro acabava de ser operado. Por email, a fisioterapeuta Angela Cortês recebia a confirmação de que tudo ocorrera como esperado. "Foi um sucesso", garantiu a confidente do atleta ao blog MMA Por Dentro da Arena.

O lutador peso-pesado mais consagrado do MMA brasileiro teve o braço quebrado no confronto pelo UFC 140 contra Frank Mir. Apesar da fratura no osso conhecido como úmero, o médico indicado pelo Ultimate John Itamura optou por um tratamento convencional sem a necessidade de cirurgia.

Entretanto, por intervenção de Angela, ele acabou sendo operado num centro clínico do Colorado, Estados Unidos, na última madrugada. Palavras dela:

- Com o tratamento convencional a recuperação poderia levar uns 11 meses. Pior, daqui a 8 semanas o médico poderia constatar que esse tratamento não estava surtindo efeito e ai teríamos perdido um tempo preciso.

Angela explicou que nos últimos dias Minotauro sentiu um formigamento no braço provocado pelo mau funcionamento dos nervos chamado clinicamente de parestesia. Sinal, segundo Angela, de que o tratamento a base de um bracelete removível que o impedia de fazer qualquer esforço estava prejudicando o atleta.

A fisioterapeuta acredita que Minotauro volta a lutar até junho de 2012. Em até 60 dias ele estará apto a iniciar um trabalho muscular e cardiovascular. "Com o tratamento cirúrgico, logo mais Minotauro já poderá carregar pesos de até quatro quilos e isso agilizará a volta dele aos treinos", explicou a fisioterapeuta.

A cirurgia não comprometeu o principal músculo do braço, o bíceps. Apenas o tríceps foi afetado por uma incisão para serem colocados parafusos e uma placa no osso fraturado. "Vai ser o retorno da lenda 2, ele vai voltar a lutar em breve", promete Angela. "Minotauro me ligou hoje, às 7h40 da manhã, ainda anestesiado para dizer que estava se sentindo ótimo, vai dar tudo certo", contou otimista.

Além de se consultar com especialistas brasileiros e do Colorado, Angela também comunicou ao empresário do lutador, Jorge Guimarães, que achava melhor optar pela cirurgia. Se o UFC soube ou não, ai é outra história.

Fonte: O Globo