Fla bate Coritiba e assume liderança do Brasileirão

Fla bate Coritiba e assume liderança do Brasileirão

O Flamengo pressionou, tentou, arriscou, e foi recompensado com uma emocionante vitória por 1 a 0

O Flamengo pressionou, tentou, arriscou, e foi recompensado com uma emocionante vitória por 1 a 0 sobre o Coritiba neste sábado no Engenhão. A equipe rubro-negra garantiu sua vitória com um gol de cabeça de Jael, seu primeiro tento pelo time da Gávea, após linda jogada de Ronaldinho. Com o resultado, os ainda invictos cariocas com 33 pontos assumem a liderança do Campeonato Brasileiro, que pode voltar para o Corinthians caso os paulistas não percam para o Atlético-PR neste domingo.

O Coritiba, por sua vez, está na oitava posição, com 19 pontos. Na próxima rodada, o Flamengo vai a Florianópolis enfrentar o Figueirense, em jogo que será disputado no domingo, às 16h. Já o time paranaense recebe o Atlético-MG no Couto Pereira, partida que ocorre no mesmo horário que o jogo dos rubro-negros.

O Coritiba teve um melhor início de jogo, marcando bem a saída de bola do Flamengo e sendo superior no primeiro tempo. Depois do intervalo, porém, o time rubro-negro passou a envolver os paranaenses e conseguiu seu gol a partir do talento de Ronaldinho.

Vanderlei Luxemburgo surpreendeu na escalação do Flamengo. Sem o suspenso Aírton, a equipe rubro-negra viu o jovem Luiz Phelipe, também conhecido pelo apelido de Muralha, atuar entre os titulares ao lado de Willians. Com isso, Bottinelli e Fierro, cotados para surgir entre os onze, ficaram como opção no banco.

O jogo

O Coritiba iniciou a partida com a posse da bola, buscando pressionar a saída de bola do Flamengo. A equipe carioca tentava deixar seu campo de defesa trocando passes, mas errava no fundamento e facilitava o trabalho do adversário. Com 15min de jogo, nenhum dos times conseguia criar chances de gol.

Pouco a pouco, porém, as primeiras finalizações saíram, mas para o Coritiba. Aos 18min, Léo Gago cobrou falta e mandou a bola perto da trave esquerda. Dois minutos depois, Bill recebeu passe na entrada da área, girou e finalizou forte para a defesa de Felipe. Ronaldinho tentava se insinuar contra a marcação paranaense, enquanto Thiago Neves quase não participava da partida.

A primeira boa chance do Flamengo saiu somente aos 33min, em cobrança de falta de Renato Abreu. O meio-campista disparou uma pancada com curva e Edson Bastos espalmou. Com o jogo mais aberto, as duas equipes passaram a ter chances. A última oportunidade do primeiro tempo foi com Marcos Aurélio, aos 44min, em chute que saiu pela linha de fundo.

Segundo tempo

O Flamengo voltou do intervalo sem Muralha, que deu lugar a Bottinelli. A partida retornou mais equilibrada, com o Coritiba tendo mais dificuldades de enfrentar o time da casa no meio de campo. Os cariocas tiveram sua melhor chance na partida aos 10min, em cobrança de escanteio em que a bola sobrou para Deivid, que não conseguiu finalizar ao gol.

Dois minutos depois foi a vez de o Coritiba criar grande oportunidade. Em cobrança de escanteio, Jonas desviou de cabeça e Felipe espalmou para salvar o Flamengo. Pouco a pouco, o time rubro-negro começou a envolver o adversário na troca de passes, e passou a criar mais chances de gol.

A melhora do Flamengo passou pela participação mais efetiva de Thiago Neves, que "entrou no jogo" com bons passes e lançamentos. O jogo ganhou polêmica aos 24min, quando Léo Moura cruzou bola na área e a bola bateu no braço de Tcheco. O árbitro não viu pênalti, assim como não assinalou penalidade quando Ronaldinho caiu no minuto seguinte - o astro foi inclusive advertido por simulação.

Sem conseguir abrir o placar, Luxemburgo promoveu mudanças em seu ataque, sacando Deivid e Thiago Neves para a entrada de Jael e Diego Maurício. E por pouco Jael marcou em seu primeiro lance em campo. O atacante recebeu bola na entrada da área e acertou a trave. O empate parecia ser o resultado inevitável, mas, aos 44min, Ronaldinho fez grande jogada pela esquerda, cruzou a bola na cabeça de Jael e viu o centroavante fazer o gol da vitória rubro-negra.

Fonte: Terra, www.terra.com.br