Fla-Flu termina empatado em 0 a 0

Fred e Adriano perdem duelo para as defesas no clássico deste domingo, no Maracanã

Um Adriano pouco acionado e um Fred com o pé nada calibrado colaboraram para um Fla-Flu de boas chances de gol, mas que terminou empatado por 0 a 0 na noite deste domingo, no Maracanã.

A partida, válida pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, teve um tempo dominado por cada time. Bruno e Ricardo Berna fizeram boas defesas, mas os pouco mais de 41 mil torcedores presentes no estádio voltaram para casa lamentando a falta de gols.

Separados por um ponto na tabela, Fla e Flu estão na zona intermediária. O Rubro-Negro tem 11 pontos, em sétimo, contra dez do rival, que está em 13º lugar.

Na última partida pelo Tricolor antes de seguir para a Al-Hilal, da Arábia Saudita, Thiago Neves teve atuação apagada.

Na próxima rodada, o Fluminense visita o Cortinthians. A partida será no domingo. Um dia antes, o Flamengo recebe o Vitória no Engenhão porque o Maracanã estará fechado para realização do show que comemora os 50 anos de carreira do cantor Roberto Carlos.

Flu é melhor no primeiro tempo

Antes mesmo de o jogo começar, Carlos Alberto Parreira sentiu que o clima não era favorável. Ao optar por Fabinho no lugar de Marquinho, o treinador teve de ouvir o grito de ?burro? dos tricolores.

Em maior número no Maracanã, a torcida do Flamengo quase se calou aos nove. Edcarlos chutou forte e cruzado, e Bruno espalmou. O goleiro rival também trabalhou pouco tempo depois, aos 12. Everton tentou cruzar, a bola desviou na zaga e Ricardo Berna teve de se esticar para colocar para escanteio.

Mal armado taticamente por Cuca, o time rubro-negro ficou sem saída de bola e recorreu aos chutões da dupla de zaga formada por Fabrício e Welinton. Adriano, isolado entre os zagueiros, pouco tocou na bola em condição de marcar. Ele só apareceu aos 43 minutos. Após bola levantada na área, ele quase encobriu Ricardo Berna de cabeça, mas o camisa 1 do Flu fez a defesa. Ao contrário de Fred. O centroavante tricolor teve duas chances no primeiro tempo, mas ambas foram para fora.

No último lance, Emerson passou para Ibson arrancar quase do meio-campo. O volante entrou na área, mas chutou por cima.

Bandeira salva Adriano de sair como vilão

Logo no primeiro minuto da Após falha grosseira de posicionamento de Welinton, Fred recebeu na entrada da área, bateu rasteiro à esquerda da baliza de Bruno a um minuto.

Aos 13 foi a vez de Ricardo Berna sair mal do gol e deixar a bola nos pés de Emerson. O Sheik bateu rasteiro e Luiz Alberto salvou quase sobre a linha. Após outro equívoco do goleiro tricolor, Adriano recebeu cruzamento de Ibson, mas Luiz Alberto conseguiu atrapalhá-lo antes da conclusão para fora.

O Flamengo passou a dominar o jogo. Fabrício quase fez de cabeça aos 17. Ibson arriscou de longe aos 19 e Ricardo Berna defendeu em dois tempos.

Preso no campo defensivo, o Fluminense teve dificuldades com a marcação adiantada do adversário. Mas quando ultrapassou o bloqueio, até teve chances. Fred dominou no peito aos 24 e finalizou para fora.

A velocidade de Emerson quase rendeu frutos aos 27. Ele driblou um defensor e bateu forte. Ricardo Berna se esticou e defendeu. Aos 30, Juan levantou da esquerda, a bola passou por todo mundo e Léo Moura obrigou novamente Berna a fazer boa defesa.

A insistência do placar em branco fez Cuca atender aos pedidos da torcida. Aos 33, ele colocou Petkovic na vaga de Everton. Mas pouca coisa aconteceu até o fim. Para sorte de Adriano, ele não saiu como vilão. Aos 46, Ibson fez ótima jogada pela esquerda e cruzou. O atacante estava livre, com o gol aberto, mas perdeu. Porém, o auxiliar marcou impedimento.

Fonte: GloboEsporte