Fla tenta encerrar polêmicas e busca "bom moço" para ser líder

Flamengo tenta encerrar série de polêmicas e busca "bom moço" para comandar time em 2013

As indisciplinas de Adriano e Ronaldinho Gaúcho, a prisão de Bruno e até mesmo a conturbada visita de Vagner Love a um baile funk dentro de uma favela são imagens que o Flamengo pretende deixar no passado. Apesar do inquestionável valor desses jogadores dentro de campo, o clube agora tenta encerrar a série de polêmicas vivida nos últimos três anos e busca um novo tipo de reforço para a próxima temporada.

Além de um craque para amenizar a carência técnica da equipe, a diretoria já não esconde mais que busca, principalmente, um atleta com imagem de "bom moço" para espantar a fama de clube problemático.

"Precisamos realmente deixar para trás essas polêmicas, mudar um pouco a imagem conturbada dos últimos anos. Queremos uma referência positiva agora. Queremos um craque, mas que seja exemplo dentro e fora de campo", explicou a presidente Patricia Amorim.

A mandatária rubro-negra ainda revelou que busca alguém que tenha imagem semelhante a dos meias Adryan e Renato Abreu, que segundo ela, são exemplos dentro do atual elenco.

"A primeira imagem que vem na cabeça é a do Adryan, que é aquele bom menino, novo e com muito potencial. Queremos alguém como o Renato Abreu também. Ele representa a alegria, a superação, o comprometimento, o bom exemplo para outros jogadores e torcedores mais novos. É isso que precisamos mudar no Flamengo. Chega de problemas com jogadores", frisou Patricia.

Renato Augusto é o alvo

E pelo menos um jogador com estas características já está na mira do Flamengo. O meia Renato Augusto, que foi criado na Gávea e atualmente joga no Bayer Leverkusen-ALE, é o nome de consenso da diretoria. O atleta, no entanto, é caro e só poderia retornar ao rubro-negro carioca em caso de acordo com os alemães.

E enquanto não tem este jogador, o Flamengo tenta deixar os problemas para trás com bons resultados na reta final do Campeonato Brasileiro. Restando ainda os confrontos contra Palmeiras, Vasco e Botafogo, o time do técnico Dorival Júnior busca ampliar a série invicta de seis jogos para subir ainda mais na tabela e acabar com a imagem negativa de uma equipe que brigou contra o rebaixamento em parte da competição.

Fonte: UOL