Fla ameaça cobrar R$ 325 milhões do Palmeiras por negociação com Ronaldinho

Fla ameaça cobrar R$ 325 milhões do Palmeiras por negociação com Ronaldinho

Patricia Amorim diz ter provas de que as conversas do clube com o jogador começaram antes da saída dele do Fla

A guerra entre Ronaldinho Gaúcho e Flamengo já começou. E respingou no Palmeiras. No primeiro contra-ataque à liminar obtida pelo jogador na Justiça que rompe seu vínculo com o clube, o Rubro-Negro, em documento assinado pela presidente Patricia Amorim, enviou na noite desta sexta-feira uma notificação extrajudicial para o presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, com cópias para a CBF e a Federação Paulista. Patricia alega que tem evidências de uma negociação entre o jogador e o clube paulista antes do rompimento do contrato do atleta com o Rubro-Negro, o que caracterizaria indução de quebra de vínculo. O Flamengo diz que, caso haja um acerto entre jogador e o Palmeiras, irá à Justiça cobrar indenização de R$ 325 milhões. A diretoria do Verdão negou de forma veemente a acusação dos rubro-negros.

Segundo o documento, o Flamengo ?tem evidências de que a Sociedade Esportiva Palmeiras iniciou tratativas para contratação do atleta Ronaldo de Assis Moreira em data anterior à concessão de antecipação de tutela proferida pela 9ª Vara do Trabalho da Comarca do Rio de Janeiro?, o que aconteceu na quinta-feira.

Na notificação extrajudicial emitida pelo Rubro-Negro, existe até um detalhe sobre a negociação com o Verdão, que estaria sendo financiada por um fundo de investimentos.

Por fim, o Rubro-Negro diz que, caso a negociação se concretize, Arnaldo Tirone fica ciente de que o Flamengo tomará providências judiciais cabíveis em relação ao ?reconhecimento de solidariedade? do Palmeiras no pagamento da cláusula indenizatória, e cita ?o inciso 1º do caput do art.28 da Lei 9615-98, no valor de R$ 325.000.000,00 conforme previsto no parágrafo segundo do art.28 da citada Lei?. O valor teria que ser pago pelo clube paulista.

O diretor jurídico do Palmeiras, Piraci Oliveira, disse que não havia visto o documento até o momento em que deixou a sede do clube, às 21h30m desta sexta. Ele ficou irritado ao saber pela reportagem das alegações presentes na notificação do Flamengo.

- Eu refuto de forma veemente esse tipo de acusação, porque o Palmeiras nunca conversa com jogador que tem contrato em vigência. Não vamos deixar que eles façam isso com o Palmeiras, pois é uma história fantasiosa, completamente absurda - afirmou o diretor jurídico.

Depois de um ano e cinco meses na Gávea, Ronaldinho Gaúcho cobra do Rubro-Negro uma dívida de R$ 40.177.714,00, e conseguiu a tutela antecipada na 9ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro. A liminar concedida pelo juiz André Luiz Amorim Franco foi protocolada na tarde de quinta-feira na CBF, e o fim do vínculo contratual será oficializado assim que a liminar passar pelos departamentos jurídico e de registros da entidade, o que libera o jogador para assinar com outro clube.

Na tarde desta sexta, Patricia Amorim já dera o tom da guerra com Ronaldinho:

- A luta será implacável.

Mudança de discurso de Tirone

Pelo lado do Palmeiras, Tirone mudou o discurso depois de ter descartado a contratação de Ronaldinho. Inicialmente, o presidente do Palmeiras afirmara que Ronaldinho só seria contratado se ele deixasse a presidência do clube.

Depois, o dirigente demonstrou interesse no craque. Em entrevista à rádio "Transamérica", Tirone avisou que a negociação é difícil, mas não deixou de lado a possibilidade de negociar com Ronaldinho:

? Todo grande jogador interessa, o Ronaldinho é um craque. Mas nossa realidade financeira é difícil, vamos aguardar e ver o que acontece ? afirmou o presidente.

Fonte: Globo Esporte