Flamengo bate Pinheiros e é campeão da Liga das Américas de Basquete

Fla garantiu o título de maneira invicta

Com o Ginásio do Maracanãzinho lotado, o Flamengo conquistou neste sábado, de maneira inédita, o título de campeão da Liga das Américas. Em uma final brasileira, o clube carioca derrotou o Pinheiros por 85 a 78.

A partida foi equilibrada do início ao fim, com os times se revezando à frente no placar. Nos momentos mais complicados, era a torcida rubro-negra que levantava o time. Já quando o adversário arremessava, as vaias eram ensurdecedoras.


Flamengo bate Pinheiros e é campeão da Liga das Américas de Basquete no Rio

Pela primeira vez um time brasileiro vence a competição de forma invicta. Com o título desta noite, o Brasil se iguala à Argentina em números de vitórias na Liga: três para cada país, em sete edições do torneio. O cestinha foi Shamell, do Pinheiros, com 25 pontos. Pelo lado do Flamengo, destaque para o veterano Marcelinho Machado, que fez 24.

Antes de a disputa começar, as arquibancadas do ginásio do Maracanãzinho já prometiam uma bonita festa, com bandeirões, faixas e instrumentos de torcidas organizadas, além de cânticos tradicionalmente entoados nos jogos do time de futebol.

Hernane "Brocador" e o zagueiro Wallace, do time de futebol do Flamengo, acompanharam a partida das arquibancadas do ginásio. Os jogadores preferiram assistir ao confronto ao lado de familiares e amigos nas cadeiras destinadas aos times visitantes, que estavam vazias, e não no camarote do clube, que ficava mais distante da quadra.

?Vim para apoiar o Marcelinho e o time do Flamengo. Nunca joguei basquete na minha vida, mas estou hoje aqui como mais um torcedor. Estou feliz de acompanhar essa partida?, falou Hernane, que será poupado do confronto contra a Cabofriense, neste domingo, pela última rodada do Campeonato Carioca. Mesmo assim, o jogador deve comparecer ao Maracanã, já que a Taça Guanabara será entregue ao elenco, campeão da primeira fase do Estadual.

Um dos maiores jogadores da história do basquete brasileiro e ex-Flamengo, onde encerrou sua carreira, Oscar Schmidt foi homenageado antes da final. O "Mão Santa" ganhou do presidente do clube rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello: uma camisa com o número 14 e uma placa. Muito emocionado, Oscar foi ovacionado pela torcida e saudado com "Olê, Olê, Olá, Oscar".

A disputa pelo terceiro e quarto lugar da Final Four da Liga das Américas foi acirrado entre o Aguada (URU) e o Halcones Xalapa (MEX). Até o segundo período o time uruguaio estava com larga vantagem no placar, mas os mexicanos conseguiram diminuir no terceiro e quarto. Mas a medalha de bronze ficou com os uruguaios, que venceram por 113 a 108. O cestinha da partida foi Leandro García, do Aguada, que fez 42 pontos.

Confusão nas arquibancadas

Enquanto Oscar era homenageado dentro de quadra, uma confusão nas arquibancadas com torcedores do Aguada e o Gepe (Grupo Especial de Policiamento em Estádios) acontecia. Dois uruguaios foram detidos e encaminhados para a 17 DP (São Cristóvão) por desacato.

Fonte: Terra, www.terra.com.br