Flamengo faz acordo e vira centro de treinamento americano

Pelo acordo, o espaço flamenguista receberá investimentos de US$ 400 mil (R$ 743,2 mil)


Flamengo faz acordo e vira centro de treinamento americano

A diretoria do Flamengo anunciou, nesta quinta-feira, um acordo firmado com o Comitê Olímpico Americano (Usoc) para fazer das instalações da Gávea o Centro de Treinamentos de algumas de suas seleções visando a Olimpíada de 2016. Pelo acordo, o espaço flamenguista receberá investimentos de US$ 400 mil (R$ 743,2 mil) para adequação do local. Ainda há previsão para intercâmbio de atletas e clínicas.

"O Flamengo será o centro principal de treinamento dos nossos atletas fora dos lugares oficiais destinados pelo COB. Vamos usar todas as estruturas para atingir nossos objetivos. É claro que vamos ter que complementar com outras instalações que não encontramos aqui, como uma pista de atletismo, por exemplo, mas tenho certeza teremos muito sucesso aqui no clube", afirmou Doug Ingram, diretor de eventos internacionais do Usoc.

Ex-nadador do Flamengo, Pedro Rego Monteiro, diretor executivo da Effect Sport, intermediou as negociações. Segundo Monteiro, os americanos gostaram do local, indicando a necessidade de algumas obras de acessibilidade, que serão realizadas nos próximos meses. "Eles ficaram muito confiantes porque quando vieram aqui no ano passado o ginásio do basquete estava completamente destruído e hoje está totalmente reformado, modernizado e funcionando normalmente", disse.

Alguns atletas olímpicos de destaque como Marcelinho Machado, do basquete, Jade Barbosa, da ginástica artística, e Fabiana Beltrame, do remo, participaram da cerimônia na sede do clube e exaltaram a possibilidade de melhorar com o contato com os atletas americanos. "É uma medalha de ouro para nós, um momento histórico", disse a presidente Patrícia Amorim, emocionada com o acordo firmado.

Segundo a mandatária, a relação com os americanos começou quando o presidente Barack Obama usou a Gávea durante sua visita ao Brasil, no início de 2011. Na ocasião, Patrícia Amorim o presenteou com uma camisa personalizada do Flamengo. "A visita mostrou que o Flamengo organizado pode receber o homem mais poderoso do mundo. Ali tudo ficou mais fácil", relembrou.

"Agradeço a todos que ajudaram nesta parceria, que não é só de aporte financeiro, mas também abre a possibilidade de intercâmbio com equipes americanas e de aproximação com o campeão em medalhas nos Jogos. Espero que nossos atletas usufruam desta parceria da melhor forma. É mais um sonho realizado", complementou Patrícia Amorim.

Fonte: Terra