Flamengo negocia desconto com Mano após pedido inicial de R$ 700 mil

Diretoria se assustou com o pedido salarial inicial, na casa dos R$ 700 mil, e vem conseguindo convencer o treinador e seu empresário a reduzirem

A simpatia entre Flamengo e o técnico Mano Menezes após um primeiro encontro fez o acerto parecer simples, mas o lado financeiro pesou e tornou a contratação uma prova de paciência. A diretoria se assustou com o pedido salarial inicial, na casa dos R$ 700 mil, e vem conseguindo convencer o treinador e seu empresário a reduzirem um pouco, através de promessas de bonificações vultuosas.


Flamengo negocia desconto com Mano após pedido inicial de R$ 700 mil

Na última segunda-feira, o Flamengo fez uma contraproposta e recebeu uma resposta do agente Carlos Leite com um valor intermediário. ? Não posso falar no assunto. Só com a diretoria do Flamengo ? afirmou o empresário, questionado sobre as conversas.

Mano Menezes sinalizou o desejo de fechar pelo menos até o fim de 2014. Se acertar, vai receber vencimentos superiores ao período em que comandou a seleção brasileira, quando ganhava R$ 320 mil. No Corinthians, time pelo qual se projetou, recebia R$ 350 mil. O acréscimo de custo em relação ao técnico Jorginho, portanto, não deve ser grande.

Na Gávea, ninguém se pronuncia. O vice de marketing Luiz Eduardo Baptista voltou ao exterior e deixou a decisão sobre o investimento nas mão de Flávio Godinho, vice de relações externas. O vice de futebol Wallim Vasconcellos também acompanha o caso de perto, junto com o vice de finanças Rodrigo Tostes e o vice jurídico Flávio Willeman, que supervisiona detalhes de contrato, como as premiações e multa rescisória.

Por isso, o desfecho é esperado para essa semana, sem correria, já que o time está de folga. Apesar da troca de treinadores, o plantel não deve receber nomes de impacto no curto prazo. O zagueiro Roger Carvalho, que tem a situação encaminhada, se machucou e não estará à disposição imediatamente quando chegar, em julho. A outra contratação praticamente definida é do jovem lateral argentino Adrian Martínez, de 21 anos.

O diretor Paulo Pelaipe, que após a vitória sobre o Náutico, no Brasileiro, chegou a comentar que alguns novos nomes estavam encaminhados, foi orientado a não dar entrevistas e segue recluso, ainda questionado internamente. A diretoria tem adotado silêncio máximo no período de reavaliação do futebol, mas promete uma resposta.

Fonte: Extra