Flamengo vence o Figueirense por 3 a 2 e retorna ao G-4 na quarta posição

O rubro-negro chegou a 40 pontos, e entrou no G-4, na quarta posição

Com um jogo de toque de bola envolvente, o Flamengo venceu o Figueirense por 3 a 2 no est?dio Orlando Scarpelli, em Santa Catarina, chegou a 40 pontos, e entrou no G-4, na quarta posi??o. Para n?o sair do grupo dos quatro clubes que se classificariam para a Libertadores de 2009, o time rubro-negro precisa torcer contra o Botafogo, que pega o Coritiba, neste s?bado, no Couto Pereira. Enquanto o Fla n?o perde h? seis partidas, o Figueira acumula a quarta seguida no Campeonato Brasileiro, e permanece com 28, com a possibilidade de entrar na zona de rebaixamento cada vez mais pr?xima.

As duas equipes ter?o 11 dias de prepara??o antes da pr?xima rodada, domingo, 14 de setembro. O Flamengo ter? uma tarefa dif?cil contra o S?o Paulo, no Morumbi, e o Figueirense vai at? a Ilha do Retiro medir for?a com o Sport.

Fla se encontra no jogo e envolve o Figueira

A partida come?ou em alta velocidade, mas as duas equipes erravam muitos passes e tinham dificuldade de criar chances de gol. O Fla, apesar de estar com tr?s jogadores na frente, n?o conseguia segurar a bola no ataque. A primeira boa trama ofensiva s? aconteceu aos 12 minutos. Ibson tocou para Everton, que invadiu a ?rea, mas foi travado na hora do chute. A resposta dos donos da casa veio no minuto seguinte. Marcelinho Para?ba perdeu a bola no meio, Cleiton Xavier puxou o contra-ataque e, da entrada da ?rea, arriscou forte. A bola passou ? direita do goleiro Bruno. Aos 16, o Figueira assustou novamente. Wellington Amorim recebeu em boas condi?es dentro da ?rea, mas, na hora do chute, foi travado por Ronaldo Angelim.

O zagueiro do Flamengo salvou atr?s e foi dar a sua contribui??o na frente. Aos 17, Marcelinho cruzou na medida da esquerda e encontrou Angelim nas costas dos zagueiros.O beque rubro-negro n?o perdoou: de perna esquerda, chutou de primeira e abriu o placar: 1 a 0. O Fla se soltou na partida e fez prevalecer sua maior qualidade t?cnica. Aos 20, Maxi cruzou da esquerda para Marcelinho, que, de calcanhar, ajeitou para a Leo Moura. O lateral pegou de primeira, mas a bola desviou na zaga e foi para escanteio.

Atr?s no placar, o Figueirense tentou ir para cima, mas permitiu os perigosos contra-ataques do advers?rio. Aos 40 minutos, o inteiro dom?nio do Flamengo foi traduzido no lance do segundo gol. Ap?s bela troca de passes, Ibson tocou de primeira para Marcelinho Para?ba, que, entre dois zagueiros, invadiu a ?rea e tocou de p? esquerdo na sa?da do goleiro Wilson: 2 a 0. Atordoados, os donos da casa ainda viram Leo Moura, aos 42, quase fazer um gol por cobertura do meio-de-campo. No ?ltimo minuto do primeiro tempo, Everton mandou uma bomba da entrada da ?rea e tamb?m assustou.

Figueira inicia rea??o, mas n?o resiste ao Fla

O Figueira voltou do vesti?rio com mais disposi??o e com uma postura mais ofensiva. A recompensa veio logo aos cinco minutos, com Rafael Coelho, que pegou um rebote e, da entrada da ?rea, mandou uma bomba. Bruno se esticou todo, mas n?o alcan?ou a bola: 2 a 1. Animado, o time catarinense criou uma boa oportunidade de empatar aos 14 minutos. Anderson Luiz cruzou da direita para Tadeu, mas o atacante n?o conseguiu alcan?ar a bola.

Mesmo sufocado no campo de defesa, o Flamengo conseguiu uma ?tima oportunidade de marcar aos 21 minutos. Leo Moura deu ?timo passe para Vandinho, que, sozinho com o goleiro, se enrolou e perdeu a chance de ampliar a vantagem. Na base do toque de bola, o Fla conseguiu frear o ?mpeto do Figueirense e deixou a partida ? sua fei??o. A tranq?ilidade veio aos 34 minutos. Sambueza cruzou na medida para Vandinho, que ajeitou de cabe?a para Marcelinho. O atacante desviou de cabe?a e Wilson defendeu, mas a bola sobrou para Leo Moura, que s? empurrou para dentro: 3 a 1.

Aos 37, Vandinho recebeu boa bola dentro da ?rea pela esquerda, equilibrou o corpo e chutou cruzado de perna esquerda. A bola passou rente ? trave do goleiro Wilson, que se esticou, mas n?o chegou na bola. O Figueira ainda voltou a balan?ar as redes, mas o gol de Tadeu aos 47 minutos, com um chute forte de perna esquerda, n?o estragou a festa da torcida rubro-negra em Florian?polis.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com