Fla x Internacional têm duelo do "quero ser você"

Fla x Internacional têm duelo do "quero ser você"

Criticado Celso Roth tem título continental que o badalado Luxemburgo nunca conquistou

Um tem o prestígio que o outro gostaria de ter. Porém, o ?desprestigiado? tem o título de expressão que há tempos o badalado não consegue. É no ritmo de seus treinadores que Flamengo e Internacional duelam neste sábado (16), às 18h30, no Engenhão.

No banco de reservas colorado estará Celso Roth. Aos 52 anos, sua carreira ilustra a instabilidade dos treinadores no Brasil. Embora tenha feito bons trabalhos, raramente viu seus times serem campeões, o que o fez passar por muitas críticas, principalmente dos passionais torcedores dos clubes que dirigiu.

No entanto, no começo do segundo semestre deste ano conseguiu a conquista expressiva que há anos almejava. No comando do Internacional, foi campeão da Libertadores e, em dezembro, irá buscar o Mundial de Clubes nos Emirados Árabes, dando uma guinada em sua carreira.

Tal conquista continental não faz parte do currículo de Vanderlei Luxemburgo, pentacampeão brasileiro e com inúmeros títulos estaduais, além de passagem pela seleção brasileira. Apesar da enorme cobiça que ainda desperta nos clubes, o treinador desde 2004 não tem um título de expressão. Na ocasião, venceu o Brasileiro pelo Santos.

Antes de assumir o Flamengo, Luxemburgo foi demitido do Atlético-MG, após montar o elenco mineiro e decepcionar, deixando o time na zona do rebaixamento. Algo que dá a impressão de não o ter feito mudar seus conceitos.

- Disseram que estou em baixa, mas estou há 20 anos ganhando, como treinador top. Falam que não ganho título importante, mas ganhei o Campeonato Paulista três vezes e levei Palmeiras e Santos para a Libertadores. Desde minha saída da seleção, poucos técnicos ganharam tudo que ganhei.

De qualquer forma, a tabela do Campeonato Brasileiro indica o momento favorável a Celso Roth. Com 47 pontos, o Colorado briga pelo título e é o quinto colocado, sete pontos atrás do líder Cruzeiro.

Já o Flamengo ocupa a modesta 14ª colocação, com 34 pontos, e tem como meta apenas fugir do rebaixamento, almejando vaga para a Copa Sul-Americana de 2011. É o que frisou o atacante Deivid.

- Temos nove decisões nesse Brasileiro e precisamos sonhar alto, pensar grande. Acredito que podemos vencer os nove jogos. A intenção é sempre subir na tabela. O objetivo inicial é a Sul-Americana.

Para o duelo, o Flamengo, invicto nos dois jogos sob o comando de Luxemburgo, terá desfalques. Suspensos, David, Leonardo Moura e Willians não jogam. Machucados, os atacantes Diogo e Val Baiano também não entram em campo.

Por outro lado, o Inter terá o retorno de cinco titulares: D"Alessandro, Giuliano, Tinga, Alecsandro e Leandro Damião. O desfalque é Guiñazu, que está suspenso. Celso Roth mantém a confiança na conquista do título.

- O campeonato ainda está em aberto. Mesmo que estejamos administrando da nossa forma, acho que estamos muito bem. Enquanto tivermos chances, vamos buscar.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO x INTERNACIONAL

Local: estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 16 de outubro de 2010 (sábado)

Horário: 18h30(de Brasília)

Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)

Assistentes: Alessandro de Matos (Fifa-BA) e Márcio Eustáquio Santiago (Fifa-MG)

FLAMENGO: Marcelo Lomba, Rafael Galhardo, Welinton, Ronaldo Angelim e Juan; Correa, Maldonado, Kleberson e Renato; Diego Maurício e Deivid

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

INTERNACIONAL: Renan, Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Derley, Tinga, Giuliano e D´Alessandro; Alecsandro e Leandro Damião

Técnico: Celso Roth

Fonte: R7, www.r7.com