Fluminense faz mistério sobre possível capitão do título brasileiro

Fluminense faz mistério sobre possível capitão do título brasileiro

Nos últimos dias, o tema foi intensamente debatido por torcedores tricolores em redes sociais na internet, como Twitter, Facebook e Orkut.

Como o Fluminense depende apenas de si para ser o campeão brasileiro neste domingo, cresce a dúvida para saber quem será o capitão do time na partida contra o Guarani. O escolhido, em caso de vitória, será o responsável por levantar o troféu da competição no prêmio Craque do Brasileirão, segunda-feira. Há dois candidatos: Conca, que atuou em todos os jogos do clube e foi fundamental para o time, e Fred, que ficou fora um bom tempo, mas é o líder do grupo.

Nos últimos dias, o tema foi intensamente debatido por torcedores tricolores em redes sociais na internet, como Twitter, Facebook e Orkut. Enquanto a maioria apoiava o argentino, líder de assistências da competição, outros lembravam que Fred sempre foi o dono da braçadeira de capitão.

Alheio à preferência da torcida, o técnico Muricy Ramalho revelou que não vai tomar essa decisão sozinho. "Sei que existem técnicos que proíbem o uso do celular e roupas extravagantes, mas não tenho essas palhaçadas. Não sou o dono do clube, e tem de respeitar o que eles decidem. Em relação ao capitão, é problema do Fluminense e dos jogadores. No entanto, a faixa estará bem representada pelo Fred ou pelo Conca", afirmou Muricy.

Se o treinador jogou o "problema" para a diretoria, o vice-presidente de futebol do Fluminense, Alcides Antunes, por sua vez, devolveu a gentileza ao falar sobre o assunto. Segundo ele, não cabe à diretoria decidir quem será o capitão na última partida da temporada.

"A diretoria do Fluminense não se mete neste tipo de assunto. Cabe ao Muricy Ramalho e os jogadores decidir quem será o capitão. Quem entrar vai estar aprovado", explicou o dirigente.

Recentemente, Fred desconversou quando foi perguntado se cederia a braçadeira de capitão para o argentino. Segundo ele, que voltou ao time na partida contra o Goiás, a quatro rodadas do fim da competição, quem levantará o troféu é o que menos importa neste momento. "Isso é muito pequeno diante da história do Fluminense", disse o centroavante, na ocasião.

Fonte: Terra