Flu leva de 3 a 0 do lanterninha América-MG

Flu leva de 3 a 0 do lanterninha América-MG

Com 21 pontos, o time carioca está no meio da tabela

Depois de 13 rodadas, o América-MG, enfim, voltou a vencer no Campeonato Brasileiro, Jogando na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG), a equipe mandante derrotou o Fluminense por 3 a 0, neste domingo, pela 15ª rodada do Nacional. A partida ainda marcou a estreia do técnico Givanildo Oliveira no comando do time mineiro.

Atual campeão brasileiro, o Fluminense vinha de uma boa fase (sofreu apenas um gol e marcou sete nos últimos quatro jogos, sendo três vitórias e uma derrota), porém, após fazer uma fraca partida tanto defensiva quanto ofensivamente caiu diante do América-MG, que mesmo com a vitória tranquila não deixou a zona de rebaixamento da competição.

Com 21 pontos, o time carioca está no meio da tabela. Com dez pontos a menos, o América-MG segue como último colocado.

Na próxima rodada do Brasileiro, o Fluminense visitará o Grêmio, no Olímpico, no domingo. Um dia antes, o América-MG enfrentará o Botafogo, no Engenhão.

Jogo

A partida teve início movimentado, apesar de as duas equipes criarem poucas chances de gol. Jogando em casa, o América-MG tinha um pouco mais de volume de jogo. Na primeira tentativa, Marcos Rocha arriscou de fora da área e mandou à esquerda da meta, aos 7min. Porém, não demoraria para o time mineiro abrir o marcador.

Três minutos depois, Marcos Rocha foi lançado na direita, cruzou e Rodriguinho concluiu com precisão, marcando belo gol.

Após a abertura do placar, o América-MG recuou e, com isso, o Fluminense não conseguia passar pelo esquema com três zagueiros montado pelo adversário. O primeiro bom momento do clube carioca veio só aos 25min, quando Rafael Moura recebeu na grande área e chutou rasteiro rente à trave direita da meta defendida por Neneca.

Aos 33min, o clube mineiro teve um contratempo, quando Thiago Carleto, lesionado, deixou o campo de foi substituído por Netinho.

Com este panorama, o time da casa se fechou na defesa e suas investidas no campo ofensivo eram poucas, se resumindo, basicamente, a jogadas de bola parada. Já a equipe tricolor foi envolvida pela marcação do adversário e também só chegou ao ataque em poucas vezes.

Na parte final do primeiro tempo, o time mandante ainda teve mais de posse de bola e, assim, levou para o intervalo o placar de 1 a 0.

Na volta para o segundo tempo, a equipe tricolor veio a campo com Araújo no lugar de Rafael Sobis. O time mineiro, por sua vez, não mexeu e seguiu com a postura defensiva. Porém, mesmo assim, o América-MG conseguiu chegar ao segundo gol logo no início da etapa complementar. Aos 6min, Léo invadiu a área, caiu em disputa com Gum e o árbitro assinalou pênalti polêmico. Alessandro cobrou no canto esquerdo e Diego Cavalieri pulou para o lado oposto.

Animado com o gol, a equipe da casa passou a ter maior posse de bola e chegava ao campo de ataque mais vezes do que o Fluminense, que sentiu o gol sofrido. Dessa forma, Abel voltou a mexer na equipe e colocou o atacante Matheus Carvalho na vaga do lateral Julio Cesar. Assim, o time carioca passou a sair mais para o jogo.

Aos 15min, Souza cobrou falta, Neneca espalmou para o meio da área, mas se recuperou no lance fazendo duas defesas na sequência. Porém, a arbitragem já havia assinalado o impedimento.

O duelo, então, ficou mas movimentado, com o Fluminense no campo de ataque e o América-MG assustando nos contragolpes. Porém, a tarefa do time carioca passou a ficar ainda mais difícil, após Gum fazer falta em Léo, receber o segundo cartão amarelo e ser expulso de campo, aos 26min.

Assim, cinco minutos depois, o time da casa decretou a vitória, quando Marcos Rocha foi lançado em profundidade e finalizou rasteiro para superar Diego Cavalieri.

O Fluminense ainda teve a oportunidade de diminuir a desvantagem, aos 41min, quando o árbitro marcou pênalti para o Fluminense. No entanto, Neneca defendeu a cobrança de Rafael Moura.

Nos acréscimos, a equipe mandante teve a chance de transformar a vitória em goleada, mas Diego Cavalieri fez grande defesa após cobrança de falta de Netinho e a trave salvou após cabeceio de Dudu.

Fonte: Terra, www.terra.com.br